Mulher é atingida por duas balas perdidas durante tiroteio em Bangu, no Rio

Luciene Gomes de Souza, de 45 anos, foi levada para um hospital e já recebeu alta; no entanto, a moradora continua com as munições alojadas no corpo e deve passar por cirurgia

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2021 07h35 - Atualizado em 24/09/2021 10h14
Reprodução/Twitter

Correria, reféns, tiroteio e moradores atingidos. Momentos de terror marcaram a quinta-feira, 23, em Bangu, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro, após um confronto entre policiais militares e criminosos. Segundo a Polícia Militar, uma viatura da corporação teria sido atacada perto da comunidade Vila Aliança por criminosos que estavam em um veículo, o que deu início ao confronto. Na troca de tiros, um suspeito foi atingido e preso, enquanto os outros fugiram, o que levou a perseguição policial. Os bandidos chegaram a fazer um motorista de refém, mas vítima foi liberada posteriormente. No entanto, uma mulher acabou sendo atingida por duas balas perdidas. A auxiliar de serviços gerais, Luciene Gomes de Souza, de 45 anos, foi levada para um hospital em Realengo, onde foi atendida e recebeu alta. Ela continua com as duas munições alojadas no corpo e deve passar por cirurgia para a retirada dos projéteis. Pelo conflito, escolas e unidades de saúde da região fecharam as portas. Segunda a plataforma Fogo Cruzado, somente neste ano, mais de 20 pessoas morreram por balas perdidas no Grande Rio e outras 90 pessoas foram atingidas.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga