Multas aplicadas aos caminhoneiros serão “reavaliadas”, diz secretário de segurança

  • Por Jovem Pan
  • 27/05/2018 10h27
Rovena Rosa/Agência BrasilMágino Alves Barbosa Filho, secretário de segurança de São Paulo

Somente no estado de São Paulo, as autoridades aplicaram, nos últimos dias, multas a mais de 360 caminhoneiros grevistas. Com o avanço das negociações com o governo, no entanto, elas poderão ser canceladas. É o que declarou o secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, em entrevista exclusiva à Jovem Pan neste domingo (27).

“As multas serão reavaliadas imediatamente. Faz parte do acordo que foi celebrado ontem com uma parcela dos manifestantes”, disse. “As conversas com os manifestantes avançaram bastante, já temos um quadro bem melhor. Para se ter uma ideia: na manhã de ontem havia 185 manifestações em andamento com interrupção parcial de 109 vias. Hoje são 35 manifestações e 35 interrupções parciais de vias (…). Vários caminhoneiros já abandonaram as manifestações e voltaram para suas casas. Estamos esperançosos”.

Sobre a possibilidade de saques e roubos nesse momento de vulnerabilidade da população, ele buscou tranquilizar e disse que não há motivos para preocupação.

“Acredito que o momento que estamos vivendo está se aproximando de um desfecho. Mas a polícia está preparada para qualquer situação. É bom destacar que, nesse período todo de manifestações, nós não tivemos elemento algum de atividade criminosa. Na capital e no estado fizemos o mesmo tipo de patrulhamento de rotina e não notamos nenhum tipo de atividade criminosa. Mesmo assim, as forças de segurança de São Paulo são exemplares. Não acredito que nenhum movimento mais radical seja realizado em nosso território”, afirmou.