OMS e cientistas pedem cautela após primeiro caso de reinfecção pelo coronavírus

Estudo sugere que o paciente não desenvolveu imunidade ou perdeu os anticorpos em pouco tempo, levantando dúvidas sobre a eficácia de uma eventual vacina

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2020 06h36 - Atualizado em 25/08/2020 08h17
EFE/ Sebastião MoreiraA Organização Mundial da Saúde reconheceu que este foi o primeiro caso documentado de reinfecção

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e pesquisadores do mundo todo adotaram um tom cauteloso após cientistas da Universidade de Hong Kong confirmarem o primeiro caso de reinfecção pelo coronavírus. O paciente é um homem de 33 anos, assintomático, que recebeu o diagnóstico ao voltar da Espanha, quatro meses depois de pegar a Covid-19 pela primeira vez, quando teve sintomas leves. De acordo com os cientistas, o código genético do vírus da segunda infecção é diferente do encontrado agora. O estudo, ainda sem revisão, sugere que o paciente não desenvolveu imunidade ou perdeu os anticorpos em pouco tempo, levantando dúvidas sobre a eficácia, a longo prazo, de uma eventual vacina.

O infectologista Celso Granato reforça que ainda é cedo para tirar conclusões. A Organização Mundial da Saúde reconheceu que este foi o primeiro caso documentado de reinfecção. A líder técnica da entidade, Maria Van Kerkhove, lembrou que as informações reunidas até o momento indicam que todos os infectados pelo coronavírus desenvolvem alguma imunidade – o que resta entender é o nível de proteção e por quanto tempo dura.

*Com informações da repórter Nanny Cox