Onyx confirma ida ao PL e diz que filiação vai permitir ‘estar 100% ao lado de Bolsonaro’

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2021 10h14 - Atualizado em 01/12/2021 10h15
EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Com a filiação de Bolsonaro à sigla a expectativa é que outro apoiadores, além de Onyz, também acompanhem o mandatário

O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, confirma que vai se filiar ao Partido Liberal (PL) após a abertura da janela de transferências em 2022. Após a filiação do presidente Jair Bolsonaro à sigla, cerimônia que aconteceu nesta terça-feira, 30, o ministro reconhece que a legenda é o melhor local para que ele esteja 100% ao lado do presidente. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, ele lembrou do início da vida pública no partido e da primeira vitória como deputado estadual pelo Rio Grande do Sul na legenda. “Sou liberal de posições política e econômicas e para mim é muito natural quando a janela vier, que vai ser no mês de março, poder voltar ao partido onde iniciei a vida pública e que não se afastou nem dos princípios liberais, nem de uma visão mais conservadora”, ressaltou.

Onyx Lorenzoni citou que o PL é a legenda que, na visão dele, se encaixa para a continuidade do projeto de Jair Bolsonaro e falou em “dever de lealdade” ao presidente. “Agora, quando a gente vai para essa reeleição no ano que vem, faz todo sentido que eu esteja 100% ao lado dele e o Partido Liberal vai me permitir estar completamente ao lado do meu presidente”, completou. Com a filiação de Bolsonaro à sigla a expectativa é que outro apoiadores, além de Onyz, também acompanhem o mandatário, como os ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Gilson Machado (Turismo).