Para João Campos, prefeito de Recife, frente ampla deve pacificar o cenário político

Eleito em 2020, filho de Eduardo Campos vê, na estratégia, uma saída para crescimento econômico e inclusão social

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2021 08h50
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosCampos lembrou que a composição de uma equipe dividida igualmente entre homens e mulheres era uma proposta de campanha

O prefeito de Recife, em Pernambuco, João Campos (PSB), vê na frente ampla uma saída para o “país andar para frente”. Entretanto, ele ressalta que a capacidade de dialogar é fundamental no dia a dia. “Em um momento adverso como esse, que a gente tem uma crise econômica prolongada, uma crise social, uma fragilidade do governo federal em fazer a condução diante de um momento como esse diante de um momento pandêmico como esse. A gente precisa discutir uma alternativa. Espero que a oposição consiga fazer uma frente ampla e democrática e que consiga pacificar o cenário político nacional. E isso resulte em crescimento econômico, inclusão social”, disse.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Campos lembrou que a composição de uma equipe de governo dividida igualmente entre homens e mulheres era uma proposta de campanha. “A gente foi além. Colocamos mulheres ocupando metade dos cargos de secretarias e todas tem capacidade técnica correlativa com a área.” As mulheres vão administrar a maior parte do orçamento do governo de Recife, em pastas robustas e importantes, como: infraestrutura, saneamento, habitação, finanças, saúde, entre outras. “Há estudos que mostram que, quando há um maior número de líderes mulheres, há uma maior entrega de qualidade, perfeccionismo e sensibilidade. Esse passo não é só simbólico, mas um compromisso efetivo que vai fazer a diferença.”

Em relação à pandemia, João Campos disse que estuda uma campanha própria de vacinação com o comitê específico caso as tratativas com o governo federal não sejam efetivadas. “Tomamos a decisão de que não vamos abrir mão de vacinar porque esse é o único caminho de vencer a pandemia de forma definitiva”, disse. “Há uma reserva de insumos na cidade, que vem sendo construída com o governo do Estado. O único item que falta chegar é a própria vacina. Estamos, de maneira proativa, à disposição e conversando com as produtoras para fazer aquisição direta se isso for necessário.” O prefeito de Recife também destacou que vai evitar um fechamento geral das atividades econômicas. “A gente monitora a pandemia diariamente. Criamos uma série de protocolos e fases. Caso seja necessário, vamos regredir por etapas para não fechar tudo de uma vez.”