Pesquisa aponta que 75% dos brasileiros desejam comprar ou trocar de veículo

Montadoras fecharam o primeiro semestre com mais de 1,5 milhão de veículos fabricados, o que representa uma alta de 57% sobre o mesmo período do ano passado

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 06h52 - Atualizado em 15/07/2021 09h58
MARLON COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

É cada vez maior o número de brasileiros que querem deixar de usar o transporte coletivo. Com a pandemia, mais pessoas querem usar o carro como meio de transporte. Uma pesquisa da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea) e da Webmotors mostra um consumidor mais confiante e decidido, com 75% dos brasileiros afirmando que desejam comprar ou trocar de veículo ainda em 2021. Ao todo, foram 4.240 mil entrevistados. No geral, a análise é que há demanda pelos veículos, mas a falta de peças impacta no setor. A indústria registrou em junho sua menor produção em 12 meses, com a produção de 167 mil unidades, o que representa uma queda de 13,4% sobre o resultado de maio, revelou o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

“O problema dos semicondutores é um problema global, afetando a indústria mundial de automóveis. Ele afetou no primeiro semestre, deve continuar afetando no segundo semestre. Segundo pesquisas e estudos que fizemos junto com especialistas sobre o tema, a indústria deve perder entre 5 a 7 milhões de unidades”, afirmou, pontuando que a situação deve normalizar apenas em meados de 2022. As montadoras fecharam o primeiro semestre com 1.150.000 veículos fabricados, o que representa uma alta de 57% sobre o mesmo período do ano passado. As vendas cresceram 32% no semestre. Com o gargalo na produção e a oferta limitada de carros novos, o mercado de seminovos também se beneficiou. De acordo com a pesquisa, 58% dos entrevistados consideram o preço do zero quilometro ainda muito alto, o que é mais um obstáculo para comprar um carro novo.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos