PF apreende veículos de luxo de mais de R$ 2 milhões em operação

Segundo a corporação, a ação contou com cooperação internacional e que pode ter desdobramentos também no Paraguai

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2020 05h25 - Atualizado em 09/09/2020 08h37
Divulgação/Polícia FederalOs investigados são suspeitos de fraudar documentos de exportação para enviar carros da Europa para o Paraguai, onde eram licenciados e, depois, trazidos para o Brasil

A Polícia Federal (PF) prendeu três pessoas suspeitas de participar de um esquema de contrabando de veículos de luxo no Paraná. A Operação Super Trunfo cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão nas cidades de Maringá e Cândido de Abreu. Os investigados pertencem à mesma família e são suspeitos de fraudar documentos de exportação para enviar carros da Europa para o Paraguai, onde eram licenciados e, depois, trazidos para o Brasil. Uma vez no país, os veículos de luxo circulavam com placas paraguaias, ficando livres de impostos.

O chefe da Delegacia de Polícia Federal em Maringá, Cezar Luiz Busto de Souza, afirma que as investigações já duram mais de dois anos e que começaram a partir de suspeitas da população local. A PF afirma que a operação contou com cooperação internacional e que pode ter desdobramentos no Paraguai. Além dos mandados de prisão e busca e apreensão, a Justiça também determinou o bloqueio de R$ 15 milhões de veículos, imóveis e contas bancárias vinculadas aos presos. As investigações também apontaram a aquisição de outros automóveis de luxo no Brasil e diversos bens imóveis pagos mediante operações ilegais de câmbio.Por isso, além do contrabando, também são investigados os crimes de evasão de divisas, crimes fiscais e lavagem de dinheiro.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini