Polícia encontra carne de churrasco, celulares e carregadores na cela do ‘rei dos bitcoins’

Glaidson dos Santos será transferido para unidade de segurança máxima

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2021 06h41 - Atualizado em 29/09/2021 10h41
Michael Wuensch/Pixabay Bitcoin sofre novo baque nesta quarta-feira depois de a China anunciar a proibição de moedas virtuais em pagamentos e outras transações financeiras Rei dos bitcoins chegou a movimentar R$ 2 bilhões ilegais por hora

A mordomia que o rei dos bitcoins tinha na mansão onde vivia e foi preso pela Polícia Federal no mês passado, no Rio de Janeiro, ele também estava tendo atrás das grades. Na última terça-feira, 28, agentes penitenciários fizeram uma vistoria surpresa na cela de Glaidson Acácio dos Santos e encontraram carnes de churrasco, como picanha, celulares e carregadores. Ele está detido na cadeia pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Bangu. Um sócio dele na empresa GAS Consultoria, que movimentava bilhões de reais em bitcoins e pirâmides financeiras, também está detido no mesmo presídio. Os dois vão ser transferidos para a unidade Laércio Pellegrino, um presídio de segurança máxima no mesmo complexo. Um inquérito foi aberto pela Secretaria de Administração Penitenciária para apurar como os objetos entraram na cela do rei dos bitcoins.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga