Recessão foi ruim, mas poderia ter sido muito pior, analisa Gustavo Franco, ex-presidente do BC

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2017 08h35
Reprodução/TV CulturaO economista, que participou da elaboração do Plano Real acrescentou, em entrevista a Denise Campos de Toledo, que o mal foi grande, “mas poderia ter sido muito pior”

Brasil experimentou outro ciclo populista com o Governo Dilma, repetiu episódios de irresponsabilidade, mas desta vez as instituições estavam mais bem preparadas, mais bem defendidas; o estrago foi menor na economia. A afirmação é do ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco.

O economista, que participou da elaboração do Plano Real acrescentou, em entrevista a Denise Campos de Toledo, que o mal foi grande, “mas poderia ter sido muito pior”, e, graças às instituições, esse mal maior não ocorreu. “Houve aumento de gastos, quase tudo está meio inchado como se a companhia e o Estado fossem administrados por alguém que não sabe fazer conta”, criticou.

Após deixar o PSDB com muitas críticas, Gustavo Franco foi para o Partido Novo e disse duas coisas que o “encantaram”: “a primeira é a renovação política e do jeito de fazer política. De outro lado, o Novo procura estabelecer o lugar das ideias pró-mercado”.

Confira a entrevista completa com Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central: