Reforço de Pfizer após CoronaVac aumenta em 20 vezes os anticorpos, diz estudo

Pesquisa realizada no Uruguai conta com a participação de 200 voluntários e vai continuar acompanhando os níveis de imunidade dos vacinados ao longo do tempo

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2021 06h28 - Atualizado em 27/09/2021 10h31
EFE/EPA/NARONG SANGNAKDesde julho, o Uruguai anunciou a terceira dose da Pfizer para quem recebeu CoronaVac

O reforço com a vacina da Pfizer aumenta em até 20 vezes a quantidade de anticorpos contra a Covid-19 em pessoas imunizadas com o esquema completo da CoronaVac. É o que apontam resultados preliminares de um estudo feito no Uruguai desde março. A investigação conta com cerca de 200 voluntários do Instituto Pasteur, um dos responsáveis pela pesquisa junto com a Universidade da República. Desses, 53 tomaram as duas doses de CoronaVac e o reforço da Pfizer. Os voluntários da pesquisa tiveram quatro amostras de anticorpos coletadas: a primeira antes do início da vacinação; a segunda 18 dias após a segunda dose da vacina; a terceira 80 dias após a segunda dose; e a quarta 18 dias após a terceira dose da Pfizer. O aumento de 20 vezes na quantidade de anticorpos foi registrado na comparação entre a segunda e a quarta amostra. Os pesquisadores vão seguir com as coletas para saber como essa carga de anticorpos aumentada se comporta ao longo do tempo. Desde julho, o Uruguai anunciou a terceira dose de Pfizer para quem recebeu CoronaVac. Atualmente, 24% da população do país já recebeu três doses contra a Covid-19.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini