Após críticas de Bolsonaro, Ricardo Salles vai a Fernando de Noronha discutir cobrança de taxa para turistas

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2019 06h46 - Atualizado em 17/07/2019 10h11
Jovem PanO ministro do Meio Ambiente irá até a ilha de Fernando de Noronha para discutir a taxa para turistas, que chega a R$ 212 para estrangeiros

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta terça-feira (16) que vai a Fernando de Noronha verificar os parâmetros adotados pela concessionária EcoNoronha para estabelecer as taxas de visita na ilha. A decisão pela viagem ocorre após críticas do presidente Jair Bolsonaro que avaliou as tarifas como muito altas.

A taxa de entrada no Parque Marinho de Fernando de Noronha é federal, mas a cobrança é feita pela concessionária que administra o local desde 2012. O custo é de R$ 106 para brasileiros e de R$ 212 para estrangeiros.

Sobre a possibilidade de baixar o preço da taxa, o ministro Ricardo Salles afirma que será estudada. “A cobrança é feita pela concessionária em razão de estabelecimento de parâmetros desde a época da concessão. E é isso que vamos verificar lá.”

Segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, Jair Bolsonaro avalia que é necessário analisar os custos que compõem os valores do contrato de concessão. Ele afirma ainda que o objetivo é que a concessionária e o Governo Federal encontrem pontos para possível redução de valores

A previsão é que a viagem aconteça nesta quinta-feira (18). O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, deve acompanhar Ricardo Salles.

*Com informações da repórter Victoria Abel