‘Santos corrigiu erro grave que cometeu’, diz Flávio Prado sobre caso Robinho

Comentarista da Jovem Pan acredita que o ‘nome da agremiação não pode ser envolvida em questão complexa como essa’

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2020 11h52
Santos FC/DivulgaçãoRobinho e Santos entraram em comum acordo e suspenderam contrato

A contratação de Robinho pelo Santos deu o que falar nas redes sociais. O jogador de 36 anos é acusado de participar de um estupro coletivo na Itália em 2013 e foi condenado em primeira instância no ano de 2017. O retorno do atacante ao clube da Baixada Santista gerou uma onda de críticas por parte de imprensa, torcedores e patrocinadores. E depois de tanta repercussão, na noite desta sexta-feira, 16, o atleta anunciou em suas redes que rescindiu o contrato com a equipe. Para Flávio Prado, comentarista da Jovem Pan, o Santos corrigiu um grave erro ao rescindir o contrato.

“Em tempo o Santos corrigiu o grave erro que cometeu repatriando um jogador com condenação por estupro na Itália. Claro que a história vem como sendo em comum acordo, mas a verdade é que os áudios vazados de Robinho mostraram que ele não tinha o menor arrependimento de nada e entendia que estava sendo vítima de injustiça. Não há qualquer injustiça, o Santos não tinha nenhuma obrigação e não deveria se unir a uma situação complexa como essa. Os patrocinadores ameaçaram fortemente retirar seus apoios ao clube e o Santos percebeu o tamanho da encrenca que se meteu. Perfeito, tem que ser feito dessa forma. O nome de uma Agremiaçao não pode se unir a uma situação como essa”, disse Flávio.