Secretaria investiga denúncias de fraudes na vacinação em São Paulo

Ao todo, 18 casos são apurados, sendo que seis envolvem aplicação de uma terceira dose dos imunizantes; relatos de ‘fura-fila’ também são apurados e a multa pode chegar a R$ 100 mil

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2021 06h22
FILIPE BISPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOPara a pessoa que recebeu a dose do imunizante, a multa vai de R$ 3 mil a R$ 50 mil reais

A secretaria da Justiça e Cidadania investiga denúncias de pessoas que furaram a fila da vacinação contra a Covid-19 em São Paulo. Ao todo, são 18 casos investigados, sendo seis de pessoas que tomaram a terceira dose dos imunizantes. Uma comissão especial foi formada por integrantes de varias secretarias do governo de São Paulo para apurar as denuncias de fraudes. A criação da força-tarefa foi confirmada em decreto, que impõe multas pelo não cumprimento da ordem de grupos prioritários. No caso de quem aplicou a vacina, a quantia a ser paga como punição pode variar de R$ 1,4 mil a R$ 24 mil. Para a pessoa que receber a dose do imunizante, os valores vão de R$ 3 mil a R$ 50 mil reais.  E o funcionário público que se beneficiar das fraudes pode pagar multa de até R$ 100 mil. A força-tarefa pede ainda que os cidadãos denunciem os casos suspeitos para que seja possível coibir a infração.

*Com informações da repórter Elisângela Carreira