Vacinação contra a Covid-19 em São Paulo será retomada nesta quarta, diz secretário

Segundo Edson Aparecido, 186 mil doses da CoronaVac e 30 mil da vacina de Oxford serão distribuídas aos pontos de imunização ao longo desta terça-feira

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2021 10h23 - Atualizado em 22/06/2021 15h36
JHONY INÁCIO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 21/04/2021 O secretário municipal da Saúde de São Paulo (SP), Edson Aparecido Secretário de Saúde de São Paulo garantiu que a imunização contra a Covid-19 vai ser retomada nesta quarta-feira para pessoas com 49 anos

O secretário de Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, garantiu que a vacinação contra a Covid-19 vai ser retomada nesta quarta-feira, 23, em todos os postos de atendimento do município. A declaração acontece após a capital paulista suspender a aplicação dos imunizantes por falta de doses. De acordo com o membro do governo municipal, a expectativa é que seja recebidas 186 mil doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, e 30 mil unidades da vacina de Oxford, que serão direcionadas para aplicação da 2ª dose nos paulistanos. “Amanhã [quarta-feira] retomamos normalmente a vacinação nas UBSs, drive-thrus, nos megapostos com a vacinação de pessoas com 49 anos e pessoas que precisam tomar segunda dose. Na quinta-feira serão as pessoas 48 anos e na sexta-feira e sábado pessoas com 45, 46 e 47 anos. Amanhã voltamos à vacinação ao normal em São Paulo”, garantiu em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan.

Assim como o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, que também justificou a falta de doses pela alta demanda dos moradores pela vacinação, Edson Aparecido ressaltou aumento na procura, considerado por ele “saudável”. “Nós tivemos um grande fluxo de pessoas, 1,4 milhão na faixa etária de 50 a 59 anos, portanto algo saudável, as pessoas procuraram se vacinar”, afirmou. “Amanhã a gente já passa a fornecer a 2ª dose para pessoas que teriam que tomar hoje. As pessoas podem ficar tranquilas e amanhã reiniciamos vacinando pessoas de 49 anos. É muito importante destacar que mais de 50% da população com mais de 18 anos que precisaria tomar a vacina já tomou a vacina na cidade de São Paulo”, finalizou, destacando que conversas com o Ministério da Saúde e com o governo de São Paulo estão sendo feitas para garantir a manutenção do calendário até o fim da semana.