‘De Perto Ela Não É Normal’: Retorno do cinema é marcado por comédia nacional

Em entrevista ao Morning Show, a protagonista Suzana Pires revela que priorizou a inclusão na produção do filme

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2020 13h25
Globo Filmes/DivulgaçãoSuzana Pires leva os palcos do teatro para as telonas em longa-metragem

A comédia nacional ganhou mais um título que chegou às telas de cinema na última quinta-feira, 29. Em “De Perto Ela Não É Normal”, a protagonista Suzana Pires leva o público para uma viagem pela história de uma mulher madura, de 40 anos de idade, que se vê frustrada com a rotina e decide mudar de vida após o divórcio. O longa é uma adaptação do monólogo da atriz que rodou os teatros de todo o país nos últimos 15 anos e conta com um elenco experiente, incluindo nomes como Angélica, Gaby Amarantos, Ivete Sangalo, Henri Castelli, Samantha Schmutz e Maria Clara Gueiros. Em entrevista ao programa Morning Show nesta sexta-feira, 30, Suzana Pires e a produtora Joana Henning contaram os bastidores da trama.

De acordo com Suzana Pires e Joana Henning, um dos grandes diferenciais do filme é seguir a “cláusula de inclusão”, conceito criado por Stacy Smith. “A ‘cláusula’ nos direciona, basicamente, a incluir de forma orgânica, quebrando esteriótipos de preconceito. Desta forma, podemos pensar em uma inclusão racial, de gênero e de pessoas com deficiência dentro de personagens não estereotipados. O objetivo da ‘cláusula’ não é tolher a liberdade de criação, mas justamente trazer a liberdade para que a arte retrate novas realidades possíveis. Não restringe, ela estimula a diversidade. Assim podemos desfazer os elos que estão concretizados e introduzir nele novas pessoas e imagens, por isso, me interessava que uma mulher negra fosse a personagem mais forte desse filme, por exemplo”, explicou Suzana.

Joana avalia que, em princípio, a pandemia do novo coronavírus alterou os planos da equipe do longa-metragem. “Filmamos em agosto de 2018. Tivemos um complexo trabalho de filmagem e trilha sonora, então o longa demorou um ano para ficar pronto. Tínhamos nos programado para lançá-lo em 2 de abril, mas precisamos adiar por conta da pandemia. Assim, tivemos que construir uma operação para revisar toda nossa estratégia de divulgação com foco no digital. O lançamento multiplataforma está fazendo muito sentido para conseguirmos alcançar o público”, afirmou Joana. Os espectadores já podem assistir “De Perto Ela Não É Normal” nas salas de cinema do país e, a partir de 5 de novembro, o filme também estará disponível na rede Telecine e em todas as plataformas de locação online.

Confira a entrevista com Suzana Pires e Joana Henning: