‘Tenho muita confiança de trabalhar construtivamente no governo Biden’, diz Ernesto Araújo

Em entrevista ao Morning Show, o ministro das Relações Exteriores desmentiu rumores sobre suposta demissão e afirmou que ‘não sentiu nenhuma pressão por parte do presidente’

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2021 13h21
FÁTIMA MEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMinistro Ernesto Araújo confirmou que não há visitas marcadas entre autoridades brasileiras e norte-americanas

Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, nesta segunda-feira, 1, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, revelou como está o relacionamento do Brasil com os Estados Unidos após a eleição do democrata Joe Biden no país norte-americano. “A excelente relação do presidente Bolsonaro com Donald Trump ajudou muito para que formássemos uma nova parceria com os Estados Unidos. Temos uma estrutura sólida na relação e estamos fazendo de tudo para mostrar que ainda possuímos muitos interesses em comum, que não há motivos para rasgar os avanços feitos durante o período em que Trump estava no poder. Tenho muita confiança de continuar trabalhando construtivamente na administração Biden”, disse o ministro. Segundo o chanceler, ainda não há previsão de visitas entre as autoridades brasileiras e norte-americanas, mas elas devem ocorrer “mais cedo ou mais tarde”.

Na última semana, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que o governo poderia trocar “alguns ministros” após as eleições para a presidência da Câmara e do Senado, entre eles o das Relações Exteriores. A afirmação de Mourão causou polêmica e levantou rumores sobre a suposta demissão. Durante a entrevista, Ernesto Araújo reiterou que permanecerá na gestão Bolsonaro. “O presidente já deixou claro que nomeia, demite e faz a sua equipe. No entanto, estamos trabalhando a nossa política externa de maneira coerente, alinhada ao projeto de país escolhido democraticamente pelos brasileiros. Não senti nenhuma pressão por parte do presidente. Estamos trabalhando em equipe e contribuindo positivamente para o país”, concluiu.

Confira na íntegra a entrevista com o ministro Ernesto Araújo: