‘Olavo estava à frente de nosso tempo de uma maneira inacreditável’, diz Ana Paula

Comentarista do programa Os Pingos Nos Is classificou o filósofo como um ‘grande pensador’ e afirmou que ele tinha uma visão de mundo ‘a frente de seu tempo’

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2022 18h54 - Atualizado em 26/01/2022 07h36
Instagram / @oproprioolavodecarvalho Olavo de Carvalho Escritor morreu na noite desta segunda-feira, 24

O escritor  Olavo de Carvalho, morreu na noite desta segunda-feira, 24, na região de Richmond, na Virgínia, nos Estados Unidos. A informação foi divulgada nas redes sociais pela família. Segundo o comunicado, o escritor de 74 anos estava hospitalizado. A causa da nova internação de Olavo e de sua morte não foram divulgadas. No entanto, no último dia 16, o filósofo tinha anunciado ter se infectado pelo coronavírus e cancelado as aulas online de seu curso de filosofia. O presidente Jair Bolsonaro decretou luto oficial por um dia, em todo o país, em razão da morte do escritor. A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) manifestou pesar pela morte do escritor, citando o  legado dele com mais de 40 livros publicados “e milhares de horas de aulas” e o denominou como um “defensor da liberdade e escritor prolífico”, que “oxigenou o debate público brasileiro e inseriu no mercado editorial do país e popularizou centenas de autores”.

Durante o programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, a comentarista Ana Paula Henkel definiu Olavo como um “grande pensador”, mas afirmou que resumir sua obra ao bolsonarismo é limitar a produção do escritor à “uma caixinha muito pequena”. “Isso é colocar o legado do professor Olavo em uma caixinha muito pequena. Nós precisamos separar muito bem o Olavo das redes sociais do escritor por trás das obras do Olavo. Quem leu apenas uma obra, um livro dele sabe muito bem que ele vai muito além do nosso tempo. Ele estava à frente do nosso tempo de maneira inacreditável. Foram várias previsões do Olavo em relação ao futuro aqui nos Estados Unidos, ao futuro aqui da esquerda radical tomando vários países pelo mundo. As coisas foram acontecendo não porque o Olavo tinha uma bola de cristal, mas porque ele estudava muito”, disse Ana Paula.

Confira o programa desta terça-feira, 25: