‘Sociedade precisa ter resposta para frear a ditadura do Judiciário’, diz Ana Paula Henkel 

Comentarista de Os Pingos nos Is saiu em defesa do pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, apresentado pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO)

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2021 19h58
Reprodução/YouTube/Jovem PanPetição foi motivada pela prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ)

A prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) levou o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) a apresentar um pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na petição, o parlamentar alega que não houve “ameaça” de Silveira aos integrantes da Corte, mas, sim, “exasperação, má-educação, grosseria, baixo nível”. Para ser levado a plenário, o pedido precisa do aval do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Para Ana Paula Henkel, comentarista de Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, a sociedade brasileira espera uma resposta do Congresso em relação ao que classifica como “ditadura do Judiciário”.

“A única saída que temos, agora, é confiar e pedir ao Senado que olhe com carinho para o que estamos vivendo: a ditadura do Judiciário e da Corte mais alta do Brasil. Se os ministros têm a coragem e a desfaçatez de vilipendiar a Constituição, a quem recorrer? A Câmara se acovardou, se ajoelhou [quando aprovou a prisão do deputado Daniel Silveira], quase se ajoelharam mais uma vez em 10 dias, tentando ampliar algo que está na Constituição [e votar a PEC da Imunidade]. [Os deputados] Não tiveram a coragem suficiente de salvaguardar a Constituição e condenar, como temos feito, a maneira como o deputado Daniel Silveira se comportou no vídeo. Existe um processo legal no brasil, o caso deveria ter sido levado ao Conselho de Ética, como Constituição prevê”, disse.

Ana Paula também citou o caso do blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, preso por determinação do ministro Alexandre de Moraes, para defender o impeachment do integrante do STF. “Espero que o senador Kajuru encontre apoiadores dentro do Senado e espero que o Senado entenda que é isso o que a população quer. Se o STF é capaz de fazer isso com um parlamentar, terão coragem de fazer com absolutamente qualquer cidadão. Temos um parlamentar que ainda está inconstitucionalmente preso. Temos Oswaldo Eustáquio preso, que sofreu um acidente grave na prisão por causa dos inquéritos inconstitucionais das fake news e atos antidemocráticos, duas mulas-sem-cabeça do Supremo. Tenho certeza que o Senado vai entender que a sociedade precisa ter uma resposta para frear a ditadura do Judiciário, que vem da Corte mais alta do Brasil”, acrescentou.