‘STF está empurrando narrativa porca da mídia militante’, diz Ana Paula Henkel sobre invasão do Capitólio

Comentarista apontou, ainda, que juízes da Suprema Corte dos EUA não comentaram o episódio: ‘Nossos ministros se acham os protagonistas do Brasil, os reis’

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2021 20h26 - Atualizado em 07/01/2021 20h29
Jovem PanComentarista do programa Os Pingos nos Is, Ana Paula Henkel

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, afirmou nesta quinta-feira, 7, que a invasão do Capitólio dos Estados Unidos por apoiadores do presidente Donald Trump nesta quarta-feira, 6, “deve colocar em alerta a democracia brasileira”. Já Luís Roberto Barroso classificou, em publicação nas redes sociais, o confronto como um ato de “apoiadores do fascismo”, que mostraram sua “verdadeira face, antidemocrática e truculenta”. Segundo a comentarista Ana Paula Henkel, do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, este foi mais um episódio em que os ministros “quiseram aparecer”. A ex-jogadora de vôlei, que mora nos EUA, disse ainda que nenhum juiz da Suprema Corte americana se manifestou, seja os indicados por democratas ou republicanos.

“É uma desconexão com a realidade inacreditável que acontece com o STF no Brasil. Nos EUA, nenhum juiz da Suprema Corte tem Twitter ou Instagram, nenhum vai para encontro de Zoom com youtubers. Mas o nosso STF, de repente em um recesso do Congresso que estamos atravessando, sai para a luz. Eles precisam colocar o dedo no bolo, querem aparecer, colocar a cara nas redes sociais. Se acham os protagonistas do Brasil, os reis. E ainda vão empurrar a narrativa porca da mídia militante que viemos apontando”, afirmou. De acordo com Ana Paula, a mídia tradicional censurou notícias negativas sobre Joe Biden antes das eleições; criticou a invasão de ontem, enquanto foi isenta quanto às violências ocorridas nos protestos do Black Lives Matter; e tenta vender uma narrativa de que Trump é responsável pelo confronto e “um ditador antidemocrático”.

A ex-jogadora de vôlei voltou, ainda, a criticar os ministros que, de acordo com ela, se “acham no direito de opinar em prerrogativas que não são do Judiciário”. “O STF é uma piada ambulante. Tenho respeito extremo pela instituição, mas atualmente são 11 pavões, que não podem ficar fora do holofote em momento nenhum. O que tem a ver juiz da nossa Suprema Corte ir para Twitter e dar opiniões sobre sistema eleitoral e democracia americana?”, questionou a comentarista.

Assista ao programa na íntegra: