‘Resposta ao Adnet foi um erro’, diz ministro das Comunicações

Fábio Faria participou do programa Pânico nesta terça-feira, 8

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2020 14h13 - Atualizado em 08/09/2020 14h24
Carolina Antunes /PRMinistro das comunicações, Fábio Faria, participou do programa Pânico nesta terça-feira, 8

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), participou nesta terça-feira, 8, do programa Pânico e comentou sobre o tweet polêmico da Secretaria Especial de Comunicação Social – Secom em resposta a uma paródia do humorista Marcelo Adnet. “O perfil @SecomVc mudou, agora é diferente e mais ativo nas redes sociais. Essa campanha dos heróis [parodiada] foi uma campanha muito bem feita. Na minha opinião, a reposta ao Adnet foi um erro, porque o ajudou. Não era para em nenhum momento ter colocado ele na vitrine. É lógico que não teve nenhuma maldade, foi uma brincadeira, uma ironia, mas eu não controlo todos os fluxos”, disse.

Responsável por intermediar a relação entre a mídia e o governo, Fábio explicou que estudou o setor e, para ter uma boa relação, é necessário entender o viés de cada veículo. “Temos que saber onde a gente pisa. A Jovem Pan, por exemplo, é uma emissora alinhada à pauta liberal. A Globo jamais se alinhará ao presidente na pauta conservadora, ela se alinha na pauta liberal, independente do governo. É importante sabermos qual a ideia de cada veículo. Eu estudei e passei isso para o presidente. Tendo uma leitura maior da mídia não ficamos frustrados”, comentou.

Questionado sobre a qualidade da internet no país, o ministro afirmou que em 2021 o Brasil já terá disponível o 5G. “A gente vai melhorar muito a internet no ano que vem com a chegada do 5G. A expectativa é para o primeiro semestre. Assim você melhora onde tem 4G. 20% do Brasil não tem internet nenhuma, quando vier o 5G a gente vai conseguir a melhorar a internet no Brasil todo, inclusive o Wi-fi. Temos conversado muito com a Anatel. Até o final do ano que vem teremos uma internet de alto nível aqui”, garantiu Fábio Faria.