‘É tretado com Gamarra?’ Vampeta esclarece polêmica com ex-Corinthians

O Velho Vamp abriu o jogo ao ser perguntado sobre o ex-zagueiro paraguaio; assista

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2020 08h00
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/CorinthiansVampeta explicou o motivo para não colocar Gamarra no time dos sonhos do Corinthians

Carlos Gamarra é considerado por muitos torcedores o principal zagueiro da história do Corinthians, sendo um dos melhores atletas do Alvinegro paulista nos títulos do Campeonato Brasileiro de 1998 e do Paulistão de 1999. Para Vampeta, no entanto, o seu ex-companheiro não está na equipe dos sonhos do Timão de todos os tempos, ficando atrás dos beques Chicão e Batata. Mas existe, de fato, alguma rusga entre o Velho Vamp e o antigo defensor?

No programa Pergunte ao Vampeta, do Grupo Jovem Pan, o pentacampeão do mundo com a seleção brasileira esclareceu a sua preferência e negou qualquer tipo de atrito com Gamarra. “Não! Está louco? O gringo é meu irmão. Eu morava com o Gamarra quando eu cheguei no Corinthians. Nós dois, na verdade, chagamos ao mesmo tempo. Ele é meu parceiro. Eu não coloco ele porque o Gamarra jogou só uma temporada no Corinthians. Foi muito bem em 1998, quando foi campeão do Brasileiro. E eu coloco o Batata porque ele foi vencedor do Brasileirão em 1998 e também em 1999. Já o Chicão ganhou Libertadores da América, Mundial de Clubes… A passagem do Gamarra foi mais curta que a dos outros dois, que ganharam mais títulos. Se for considerar quem jogou mais bola, aí não tem para ninguém. O gringo é o melhor de todos. Com a camisa do Timão, Batata e Chicão levam a melhor”, justificou.

Gamarra ficou conhecido por ser um zagueiro de classe, sendo extremamente eficiente nos desarmes, mas cometendo poucas faltas. Antes de chegar ao Corinthians, o paraguaio passou por Cerro Porteño, Independiente, Internacional e Benfica (Portugal). Em 1998, além da consagração no Timão, ele se destacou na Copa do Mundo, ganhando o prêmio de melhor defensor daquele Mundial. Depois, ele ainda atuou no Atlético de Madrid (Espanha), Flamengo, AEK (Grécia), Inter de Milão, Palmeiras e Olímpia (Paraguai), onde encerrou a carreira, em 2008.

Assista ao programa abaixo: