Quem foi melhor: Zico ou Maradona? Veja o que Vampeta respondeu

O Velho Vamp não fugiu da pergunta no programa semanal da Jovem Pan; confira

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2021 08h00
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/ConmebolVampeta escolheu o seu preferido entre Diego Armando Maradona e Zico

Arthur Antunes Coimbra, o Zico, e Diego Armando Maradona, ou simplesmente Maradona, encantaram o planeta com as suas jogadas fantásticas, passes magistrais e gols memoráveis. O brasileiro é considerado até hoje o maior ídolo da história do Flamengo, sendo também lembrado como um dos meio-campistas mais talentosos que vestiram a camisa da seleção brasileira. O argentino, por sua vez, é tratado como “Deus” pela população argentina após comandar a Albiceleste na Copa do Mundo de 1986 e chamado de “Rei” pelos torcedores do Napoli.

Contemporâneos, Zico e Maradona brilharam nos anos 1970 e 1980 e estarão sempre marcados como dois ícones do futebol mundial. Nesta edição do programa semanal “Pergunte ao Vampeta”, do Grupo Jovem Pan, o comentarista foi questionado quem foi o melhor entre os dois e não fugiu da resposta. “Foi o Zico! Por que? Eu sou fã do Zico, irmão. Maradona foi monstro, mas eu sempre fui fanático pelo Zico. Depois do Pelé, o maior de todos é o Zico”, sentenciou o pentacampeão mundial com o Brasil no Mundial de 2002.

Zico foi protagonista do melhor time do Flamengo de todos os tempos, participando das conquistas da Libertadores (1981), do Mundial de Clubes (1981), de três edições do Campeonato Brasileiro (1980, 1982 e 1983), além do hexa do Carioca (1972, 1974, 1978, 1979, 1981 e 1986). Além disso, o Galinho de Quintino também é ídolo no Kashima Antlers, do Japão, onde encerrou a sua carreira como atleta sendo multicampeão – atualmente, ele é diretor da equipe japonesa.

Maradona, por sua vez, teve a Copa do Mundo de 1986 como principal conquista na sua carreira, sendo, inclusive, eleito o melhor jogador daquela competição. “Diós”, como ficou conhecido entre os argentinos, também virou lenda no Boca Juniors e no Napoli, onde ganhou a Copa Uefa (1988-89), o Campeonato Italiano (1987 e 1990), a Copa Itália (1987) e a Supercopa Itália (1990), mudando o clube italiano de patamar. Em 25 de novembro do ano passado, a lenda morreu aos 60 anos devido a uma parada cardiorrespiratória.

Assista ao programa completo abaixo: