Sabia que o Brasil voltou a ser o maior produtor de soja do mundo?

Com uma produção estimada em 133 milhões de toneladas para a safra 2020/2021, a expectativa é que o país continue em primeiro lugar no ranking

  • Por Lívia Zanolini
  • 05/10/2020 10h00 - Atualizado em 05/10/2020 13h42
Mais de 70% das exportações de soja brasileira têm como destino a China

O agronegócio brasileiro tem o que comemorar em 2020. A produção de soja, que é o principal produto de exportação do país, cresceu, mais uma vez, este ano e chegou a quase 125 milhões de toneladas! Com isso, nesta temporada de 2019/2020, o Brasil voltou a ser o maior produtor mundial do grão, superando seu principal concorrente, os Estados Unidos. Os dois países têm travado, nos últimos anos, uma disputa acirrada pela liderança no ranking mundial dos produtores de soja. Na safra 2017/2018, o Brasil já havia ficado em primeiro lugar com uma produção de 123,2 milhões de toneladas. Mas, na temporada seguinte, a produção dos norte-americanos foi a maior do mundo. Agora, na safra atual, os brasileiros voltaram ao topo, com uma produção 30% maior que os Estados Unidos, que enfrentaram problemas climáticos.

A expectativa para a safra 2020/2021 é que o Brasil continue liderando com uma produção estimada em 133 milhões de toneladas do grão. Para o futuro, o prognóstico é ainda mais positivo. O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja, Bartolomeu Braz, prevê, para 2029, um aumento de 32% na produção, 22% no consumo e 41% nas exportações. “Nosso compromisso futuro, segundo a FAO, é de abastecer metade do crescimento populacional até 2050. Estamos falando de 1 bilhão de pessoas. O Brasil tem hoje áreas com pastagens degradadas que nós vamos transformar em integração agricultura e pecuária, fazendo assim um dos países mais sustentáveis do mundo e trazendo nossa balança comercial como a principal do mundo na commodity agrícola de soja”.

Hoje, a China é o maior importador de soja brasileira. Mais de 70% das exportações do grão têm como destino o país asiático. Os chineses compram muito porque a produção deles atende apenas 20% da demanda interna. Tanto na China, como no Brasil, a maior parte da soja é utilizada para produção de ração animal. Aqui no país, a soja também é usada na fabricação de óleo, biodiesel e outros produtos voltados para a alimentação humana. Tá Explicado?!

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!