Em meio a polêmicas, Sérgio Reis é internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Cantor, que tem diabetes, chegou a ficar de cama antes de ir ao hospital; Geraldo Luís, apresentador da Record, esteve com o sertanejo e disse que ele ‘está melhor’ e, em breve, receberá alta

  • Por Jovem Pan
  • 26/08/2021 08h41 - Atualizado em 26/08/2021 18h34
Reprodução/Record/25.08.2021Sérgio Reis apareceu de cama quando a equipe da Record esteve em sua casa no sábado, 21

O cantor Sérgio Reis, de 81 anos, está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde a última terça-feira, 24, com prostatite, uma inflamação na próstata. Segundo os médicos, essa condição pode ter relações com o quadro de estresse vivido pelo cantor. Mesmo internado, ele prestou depoimento à Polícia Federal. Geraldo Luís esteve no hospital e postou fotos do encontro que teve com o artista na quarta-feira, 25. “Vim visitar no hospital meu amigo querido Sérgio Reis. Ele está melhor e ao lado de sua amada Ângela. Precisou ser internado, em breve em casa se Deus quiser”, escreveu na legenda da publicação. A Jovem Pan procurou a equipe do cantor para saber mais detalhes do seu estado de saúde, mas ainda não obteve retorno. O artista teria começado a apresentar problemas de saúde após ser alvo de críticas por ter um áudio vazado nas redes sociais que gerou repercussão nacional.

No último domingo, 22, o “Domingo Espetacular”, da Record, exibiu uma entrevista na qual o sertanejo, que é diabético, chegou a aparecer de cama recebendo cuidados da mulher, Ângela Márcia. “Estou quieto, tentando ficar sereno”, declarou o cantor durante as gravações que foram feitas no sábado, 21. No áudio vazado, o artista fala sobre uma manifestação organizada para o próximo dia 7 de setembro, que tem como objetivo exigir o voto impresso e o impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Sérgio declarou na gravação vazada que se as reinvindicações não fossem acatadas em 30 dias, ele e os manifestantes iriam invadir o STF e tirar os ministros “na marra”.

As declarações do cantor geraram polêmica e ele passou a ser investigado pela Polícia Federal por incitação à violência e ameaça à democracia. Além disso, teve seu celular confiscado durante um mandado de busca e apreensão. Quando Sérgio apareceu de cama no programa dominical da Record, Ângela Márcia disse que o marido não se afetou com a ação da polícia, mas, sim, com a atitude de fãs e famosos. “Ele está na cama não pela Polícia Federal, é pela mágoa. As pessoas estão se afastando, os amigos, os fãs, falando bobagens absurdas”, declarou na ocasião. Em meio à polêmica do áudio vazado, os cantores Zé Ramalho, Maria Rita, Guarabyra, Guilherme Arantes e Anastácia desistiram de participar do disco de parcerias que seria lançado pelo cantor, mas o projeto acabou sendo cancelado, conforme foi divulgado pelo filho de Sérgio. O sertanejo já se desculpou pelo que disse no áudio e manteve o apoio à manifestação.

*Com informações da repórter Nanny Cox.