Belo nega que seu cachê diminuiu após ser preso por show clandestino

Equipe do cantor disse que ele não está fazendo shows, e que tem faturado com lives e publicidade

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2021 13h01 - Atualizado em 29/03/2021 16h43
Reprodução/Instagram/belo/29.03.2021Após prisão de Belo, cantor estaria com dificuldade de vender seus shows

O cantor Belo negou que o valor do seu cachê diminuiu após ele ser preso, em fevereiro deste ano, por fazer um show clandestino em uma escola pública do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Segundo divulgado pelo jornal Extra, o pagodeiro cobrava cerca de R$ 150 mil por apresentação no começo do ano e, agora, ele passou a cobrar cerca de R$ 100 mil, pois estaria com dificuldade de ser contratado para shows. Além de diminuir o valor, ele também estaria arcando com todas as despesas da sua produção. Procurada pela Jovem Pan, a assessoria de imprensa do Belo informou que não houve queda no cachê do artista. “Não estamos passamos valores, pois não estamos fazendo shows. Só entenderemos de fato o mercado quando toda essa situação [da pandemia de Covid-19] normalizar”, explicou a assessoria do cantor. Sem os shows, a equipe de Belo afirmou que o artista tem se mantido financeiramente nesse período fazendo lives e publicidade nas redes sociais.