Ex-BBB Flay defende Juliette, mas gera polêmica ao falar sobre a cultura nordestina; entenda

Cantora paraibana disse que é a primeira vez que os artistas do Nordeste estão conquistando o Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2021 13h28 - Atualizado em 30/08/2021 16h05
Reprodução/Instaram/flay/30.08.2021Flay, do 'BBB 20', foi criticada nas redes sociais por comentário sobre cultura nordestina

A ex-BBB Flay gerou polêmica nas redes sociais ao fazer um comentário considerado por muitos seguidores como equivocado. A cantora paraibana começou a ser enaltecida depois que a advogada Juliette Freire, campeã do “BBB 21”, anunciou que lançaria um EP. Flay disse que não apoia as comparações que estão fazendo e que dá apoio e impulso necessário a “todos os nordestinos que estão metendo as caras e brilhando”. O problema foi que a ex-BBB começou seu discurso dizendo que “é a primeira vez que a cultura nordestina está conquistando o país todo”. “A nossa música finalmente encantou o Brasil, antes só a gente ouvia lá, hoje o talento no nordestino está sendo enaltecido e eu vibro com cada conquista, com a diminuição pouco a pouco do preconceito que sempre existiu, conosco, com o nosso sotaque, com a nossa cultura, com os nossos costumes, com nosso jeitinho tão criticado”, escreveu a ex-participante do “BBB 20” no Twitter.

Muitos seguidores ficaram incomodados com o fato da cantora dizer que somente agora os artistas nordestinos estão fazendo sucesso em todo o Brasil. “Sim, Flay, mesmo porque Alceu Valença, Luiz Gonzaga, Caetano Veloso, Gal Gosta, Fagner, Elba Ramalho, Maria Bethânia, nasceram todos no bairro do Capão Redondo, em São Paulo”, ironizou um seguidor. “Luiz Gonzaga finalmente pode fazer sucesso no Brasil agora que a Flay e a Juliette abriram as portas para os nordestinos”, comentou outro. “Flay, com todo respeito. A cultura (música) nordestina é sucesso no Brasil há muitos anos. Vide Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, etc. Acho que você se equivocou. Desejo sucesso”, acrescentou mais um. Flay rebateu os haters e disse que está apenas comemorando o “momento viral que o Nordeste está passado”: “Nós somos gratos a quem veio antes da gente e fez história e isso não quer dizer que a gente tenha que abaixar a cabeça e não possa vibrar pelo nosso momento, esse é o meu lugar de fala como artista nordestina, Respeitem”.