Peruche vai fazer uma grande declaração de amor ao samba, diz carnavalesco

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2016 22h05

Unidos do Peruche vai levar muita beleza e alegria para a passarela do samba

Unidos do Peruche

Com o título de campeã do Grupo de Acesso do Carnaval de São Paulo em 2015, a escola de samba Unidos do Peruche prestará uma grande homenagem este ano. Completando 60 anos de existência, a agremiação também celebra o centenário do samba.

Com o enredo “Ponha um pouco de amor numa cadência e vai ver que ninguém no mundo vence a beleza que tem o samba… 100 anos de samba, minha vida, minha raiz”, a Peruche que se firmar no Grupo Especial do Carnaval paulista. Para falar sobre os detalhes do que a escola irá levar à passarela, o carnavalesco Murilo Lobo conversou com a repórter Cris Santos, da Jovem Pan, e deixou claro: não vai faltar beleza.

“Peruche vai fazer uma grande declaração de amor ao samba. No ano em que a escola completa 60 anos de vida, ela orgulhosamente vai para a avenida prestigiar um outro aniversariante, que é o samba”, contou o carnavalesco.

“A gente parte da chegada dos negros ao Rio de Janeiro, junto às tias baianas, que são personagens fundamentais ao surgimento do samba. Elas abrem as suas casas, os seus quintais para que ali surgisse as comidas, as bebidas, a capoeira, o choro e o samba vai nascer nos quintais. Nosso abre-alas vai falar sobre as raízes do samba e as raízes negras do samba”, acrescentou Murilo Lobo.

Em seguida, a escola fala sobre a relação da música com a emoção e a memória emocional. “A gente passa por ‘As Rosas Não Falam’, de Cartola, por ‘Trem das Onze’, de Adoniran [Barbosa], ‘Retalhos de Cetim’, de Benito Di Paula”, exemplifica Murilo. E por aí vai até a descriminação do samba até a transformação do Brasil na “Terra do Samba e Pandeiro”.

A partir de então, a escola irá abordar o desenvolvimento dos vários tipos de samba até o surgimento da “sementinha do pagode”. E, para fechar, o samba-enredo. “Vamos relembrar sambas inesquecíveis”, anunciou o carnavalesco, que irá encerrar o desfile contando que o samba irá durar para sempre.

A Unidos do Peruche é uma das escolas mais tradicionais de São Paulo e já foi campeã quatro vezes do grupo especial. Neste ano, a filial, como é carinhosamente chamada a agremiação, tem a missão de abrir a segunda noite de desfiles.