“Vida de rainha de bateria não é só glamour”, diz Cinthia Santos, da Águia de Ouro

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2016 14h24

Atriz e modelo prometeu microfantasia em sua passagem pelo Anhembi

Cinthia Santos

Apesar de já frequentar a comunidade do há quase dez anos, este é o segundo desfile que Cinthia Santos virá como rainha de bateria da Águia de Ouro, que neste ano trará um enredo em homenagem às mulheres.

“Vou te falar que vida de rainha não é só glamour não, viu?! Não é fácil, não. Para chegar abrilhantando no Carnaval no dia dos desfiles é muita luta, tem que estar ali nos ensaios, interagindo com a nossa escola o ano inteiro. Participando de todos os eventos, se preocupando com os problemas sim, que são normais, toda escola tem, eu procuro estar sempre inteirada. Então ser rainha é isso, ser completa, estar presente, ser participativa”, contou em entrevista à Jovem Pan.

Uma das coisas mais importantes da função também é manter uma boa relação com os moradores e integrantes da agremiação, o que a musa sempre tirou de letra.

“Você tem que se identificar, tem que se doar e é uma coisa que acontece naturalmente. Eu nunca tive problema com isso, desde que pisei na Águia fui muito bem recebida, sei o nome de todo mundo, converso com todo mundo e isso me faz bem”, relata, orgulhosa.

Para manter a boa forma, Cinthia revela que não investe em medidas desesperadas perto do Carnaval, mas que acaba fazendo atividade física e cuidando da alimentação mesmo bem antes dos desfiles.

“O meu cargo é muito almejado, é notório, as pessoas ficam querendo ver como a rainha vem, como está sambando. Eu represento um pavilhão, uma comunidade, eu não posso chegar lá de qualquer jeito, então posso falar que é uma preocupação que eu tenho o ano inteiro, para estar sempre bem”, completou.