“FIVB deve ter mentalidade de empresa”, afirma Ary Graça

  • Por EFE
  • 05/10/2016 17h11
Ary Graça será reeleito como presidente da FIVB pelos próximos oito anos

O presidente da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), Ary Graça, disse nesta quarta-feira que a entidade precisa ter uma mentalidade de empresa para ser economicamente sustentável e também uma mentalidade humanitária para ajudar os países que necessitam.

“Estou tentando mudar a mentalidade das pessoas. Não vamos falar de esporte, vamos falar de gestão. Temos um plano de oito anos aprovado por todos. Estamos trabalhando. A FIVB tem que ter a mentalidade de empresa e humanitária”, afirmou durante o 35º Congresso Mundial da FIVB, que ocorre em Buenos Aires e no qual será reeleito como presidente pelos próximos oito anos.

O dirigente brasileiro também se referiu ao trabalho realizado pela Federação de Vôlei da Argentina (FEVA) e disse que o país tem uma potência fabulosa. “Se implementarem o sistema que propomos, em quatro ou cinco anos a Argentina vai estar entre os cinco primeiros do mundo”, acrescentou Graça, que destacou o crescimento do vôlei feminino no país.

O 35º Congresso Mundial da FIVB teve na terça-feira uma mesa de trabalho para diretores das federações nacionais e nesta quarta-feira foram iniciadas atividades diretamente relacionadas com a instituição, assim como à eleição do presidente e da diretoria.