Atacante marca na MLS e cobra congresso após massacres: ‘Acabe com a violência armada’

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2019 11h43
Reprodução/Twitter/DoentesporfutebolAlejandro Bedoya, do Philadelphia Union, cobra congresso após massacres: 'Acabe com a violência armada'

Alejandro Bedoya, do Philadelphia Union, abriu o placar da goleada por 5 a 1 sobre o DC United, em jogo válido pela MLS (liga de futebol americana), no último domingo (4). Na comemoração, o atacante se manifestou sobre o massacre realizado em Ohio e cobrou o congresso americano.

No estádio Audi Field, em Washington, o jogador dirigiu-se até um microfone que captava o áudio na beirada do campo  e gritou: “Congresso, faça algo agora! Acabe com a violência com armas de fogo!”, disse.

O ataque em Ohio deixou nove mortos e outras 27 pessoas feridas. O atentado ocorreu doze horas depois uma ação em um shopping de El Paso, no Texas, onde 20 pessoas morreram e 26 ficaram feridas, no sábado.

Depois da partida, Bedoya afirmou que a declaração foi espontânea e voltou a pedir pelo fim da violência. “Não vou sentar e esperar que as coisas aconteçam daqui a 50 anos. Eu quero mudanças agora. Os Estados Unidos são a única nação civilizada em que este tipo de violência envolvendo armas acontece”, declarou.

“O que posso dizer é que mais armas não são a maldita resposta. Vamos ver. Políticos são políticos, eles são apoiados por lobistas e corporações, então existem coisas que precisam ser feitas para mudar a forma que os governantes estão agindo”, continuou.