Organizada do Corinthians vai ao aeroporto cobrar delegação, mas não encontra elenco

Gaviões da Fiel cobrou mudança de postura do time alvinegro após a eliminação na Copa do Brasil e mandou um recado para a equipe treinada por Sylvinho, que enfrenta o Palmeiras no próximo sábado, 12

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2021 10h47 - Atualizado em 10/06/2021 13h43
Reprodução/Twitter/@gavioesoficialA Gaviões da Fiel foi até o aeroporto protestar após a eliminação do Corinthians na Copa do Brasil

A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, informou que enviou membros de sua diretoria até o aeroporto para cobrar o time, eliminado na terceira fase da Copa do Brasil após o empate diante do Atlético-GO, fora de casa — na partida de ida, a equipe treinada por Sylvinho havia sido derrotada por 2 a 0. A uniformizada, no entanto, contou que não encontrou o elenco e acabou se indignando ainda mais. “A diretoria dos Gaviões da Fiel compareceu ao aeroporto no horário certo em que a delegação chegaria, a fim de conversar e cobrar os jogadores, comissão técnica e os dirigentes do clube pelo futebol pífio que estão apresentando, porém, eles não embarcaram. Por quê?”, questionou.

Em nota divulgada nas redes sociais, a organizada voltou a questionar o conhecimento da diretoria. Ontem, a Gavões “exigiu” as demissões dos diretores Roberto de Andrade e Alessandro. “Reiteramos aqui nossa total insatisfação com a diretoria de futebol do Sport Club Corinthians Paulista e o nosso repúdio a forma como é gerido o departamento de futebol profissional do clube. Não podemos admitir um time da grandeza do Corinthians ter um elenco com tantos jogadores sem condições nenhuma de vestir nossa gloriosa camisa. Não podemos aceitar esse tipo de resultado, muito menos três eliminações em um intervalo menor do que um mês. O Corinthians é gigante, não aceitamos nada do que tem acontecido, como uma diretoria perdida e sem planejamento, a qual ainda não havia decidido sequer qual seria o perfil desejado para ser o novo treinador do time. Chegamos ao absurdo de sondar TRÊS técnicos com estilos TOTALMENTE OPOSTOS, demonstrando total despreparo para um time de nível nacional”, exclamou a Gaviões, enfatizando algumas palavras em letras maiúsculas.

A uniformizada, por fim, ainda deu um recado para o plantel do Timão, que enfrenta o Palmeiras, no Allianz Parque, no próximo sábado, 12, em confronto válido pelo Campeonato Brasileiro. “Exigimos no mínimo uma mudança de postura e mais respeito com a história do Corinthians e da Fiel Torcida! Sábado é guerra, é sangue no olho. O Corinthians não é para medrosos”, finalizou a uniformizada. Somente nos últimos trinta dias, o Corinthians foi eliminado pelo próprio rival alviverde no Paulistão, amargou a desclassificação na fase de grupos da Copa Sul-Americana e, agora, deixou a Copa do Brasil na terceira fase. O Brasileirão é o único campeonato que resta para o conjunto paulista.