Flamengo recebe a visita de Bolsonaro em treino e confirma desfalques para jogo contra o Athletico-PR

O Rubro-Negro permaneceu em Brasília depois de vencer o Palmeiras por 2 a 0 no Mané Garrincha

  • Por Jovem Pan
  • 22/01/2021 18h04 - Atualizado em 22/01/2021 18h15
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOJair Bolsonaro vestindo a camisa do Flamengo

O Flamengo permaneceu em Brasília após a vitória sobre o Palmeiras por 2 a 0, na noite da última quinta-feira, no Mané Garrincha. Utilizando o CT do Brasiliense nesta sexta-feira, o time rubro-negro recebeu a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro, durante à tarde. O chefe do Executivo, que não tinha o compromisso constado na agenda oficial, compareceu para acompanhar as atividades da equipe treinada por Rogério Ceni. Em vídeos que circulam nas redes sociais, o mandatário aparece entrando nas instalações, mas não conversa com torcedores que ficaram do lado de fora do centro de treinamento ou com a imprensa.

Esta não é a primeira vez que Jair Bolsonaro, assumidamente palmeirense, mostra afeto pelo Rubro-Negro carioca. Além de já ter acompanhado partidas do clube “in loco”, ele já se reuniu em duas ocasiões com o presidente do clube, Rodolfo Landim – uma para discutir sobre o retorno do futebol em meio à pandemia da Covid-19, em maio do ano passado, e outra para debater mudanças legislativas para o futebol brasileiro, com o tema clube-empresa sendo o tema principal.

O Flamengo, por sua vez, usou as redes sociais para confirmar que o zagueiro Rodrigo Caio não terá condições de enfrentar o Athletico-PR no próximo domingo, na Arena da Baixada. O defensor teve uma lesão na coxa direita constatada após o embate contra o Palmeiras, quando precisou deixar o campo aos 33 minutos do primeiro tempo depois de sentir dores na região. Além dele, o time carioca não poderá contar com o goleiro Diego Alves, que está em “processo gradual de recuperação”. O Flamengo ficará na capital federal até este sábado, quando embarca para Curitiba. Terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, o time tenta se aproximar do líder Internacional, que tem quatro pontos a mais na tabela.