Courtois brilha, Real Madrid segura o Liverpool e avança à semifinal da Liga dos Campeões 

Time madrileno contou com noite iluminada do goleiro belga, aproveitou vantagem obtida na Espanha e se classificou para enfrentar o Chelsea na próxima fase

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2021 17h53 - Atualizado em 14/04/2021 19h28
Reprodução/Real MadridCourtois faz excelente defensa para o Real Madrid diante do Liverpool

O Real Madrid aguentou a pressão, arrancou um empate em 0 a 0 com o Liverpool e avançou à semifinal da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, 14, no Anfield, na Inglaterra. Com a vantagem de ter vencido a primeira partida por 3 a 1, na Espanha, o time madrileno se fechou e contou com grandes defesas de Thibaut Courtois, em noite iluminada, para conseguir o resultado que tanto almejava. Agora, a equipe “merengue” irá encara na próxima fase o Chelsea, que despachou o Porto na última terça-feira.

Visitante, o Real Madrid encontrou dificuldades na cidade inglesa antes mesmo do apito inicial. No caminho do hotel para o estádio, o ônibus que levava a delegação foi apedrejado por torcedores dos “Reds”. Apesar do susto, nenhum atleta ou membro da delegação se feriu. Com a bola rolando, o primeiro tempo foi todo do Liverpool, que criou oportunidades com chutes de Salah, Mané, Milner e Wijnaldum. O último recebeu livre dentro da área e isolou, enquanto os outros pararam em intervenções do goleiro belga. O conjunto espanhol, a exceção de um arremate na trave de Benzema, pouco incomodou e quase não teve o controle do jogo.

Na segunda etapa, o empenho do Liverpool continuou o mesmo, com Roberto Firmino aparecendo mais no jogo. Primeiro, o atacante brasileiro exigiu ótima defesa de Courtois. Depois, ele assustou o arqueiro com um chute por cima do alvo. Precisando de dois gols, Klopp colocou a equipe mais à frente com as entradas de Diogo Jota e Thiago Alcântara. Quem quase marcou, porém, foi Vinicius Júnior, que apareceu em contragolpe e só não parou nas redes graças a uma antecipação providencial de Alisson. Na reta final, o time britânico intensificou a blitz e se lançou completamente ao ataque, mas nada pôde evitar a eliminação.