Inter e Milan apresentam plano de 1,2 bilhão de euros para novo estádio

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2019 15h26
Divulgação/MilanMiranda em clássico Inter x Milan

Inter de Milão e Milan apresentaram nesta quarta-feira de forma conjunta um plano econômico para a construção de um novo estádio que prevê um investimento de 1,2 bilhão de euros e que seria completamente financiado pelos próprios clubes.

“Milan e Internazionale apresentaram à Câmara Municipal de Milão o projeto de viabilidade técnica econômica do novo estádio para a cidade”, diz a nota oficial divulgada pelos dois clubes, que atualmente jogam no estádio Giuseppe Meazza Meazza, também chamado de San Siro, que pertence à prefeitura.

“O pedido apresentado é o primeiro passo oficial por parte dos clubes para começar um caminho partilhado para a construção, na área do bairro de San Siro, de um centro urbano, moderno, sustentável e acessível, que cresça ao redor de uma instalação esportiva com os mais elevados padrões internacionais”, acrescenta a nota.

Inter e Milan pretendem construir um estádio com capacidade para 60 mil pessoas – no San Siro cabem 80 mil – e de instalações ao redor dedicadas a esportes, entretenimento, negócios e diversão, com o objetivo de transformar o local em um novo centro social de Milão.

Tal projeto terá um custo de 1,2 bilhão de euros, que Inter e Milan querem arcar integralmente, se a Câmara Municipal se comprometer a ceder um “direito de edificação” nessa área da cidade durante 90 anos.

“Contaremos com os melhores arquitetos internacionais especializados em instalações esportivas. Paralelamente a esse processo institucional, os clubes abrirão uma conversa transparente, em particular com o bairro de San Siro, para encontrar as soluções que levem em conta as exigências da cidade”, informa o comunicado.

“Tal decisão de Milan e Inter se baseia em uma atenta análise, realizada nos últimos meses, das várias opções existentes, inclusive a remodelação do estádio Giuseppe Meazza”, continua a publicação.

Os dois clubes consideram que para remodelar San Siro seria preciso um grande investimento e que, por outro lado, construir um novo estádio garantiria um nível mais alto de “qualidade, experiência e segurança”.

Construir um novo San Siro é um plano que Inter e Milan têm há anos. No entanto, a Câmara Municipal e o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, preferem manter o atual estádio pelo menos até 2026.

De fato, o Comitê Olímpico Italiano, que obteve no final de junho a possibilidade de organizar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026, escolheu o atual San Siro como sede da cerimônia de abertura

  • Com informações da EFE