PSG perde para o Bayern de Munique, mas avança à semifinal da Liga dos Campeões 

Agora, a equipe de Neymar, Mbappé e companhia espera o vencedor do duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund para conhecer seu adversário

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2021 17h53 - Atualizado em 13/04/2021 19h17
Reprodução/PSGDi María tenta passe para Neymar em PSG x Bayern

O Paris Saint-Germain está classificado para a semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça-feira, 13, o time parisiense perdeu para o Bayern de Munique por 1 a 0, no Parque dos Príncipes, mas garantiu a vaga por causa da vitória por 3 a 2 obtida na semana passada, na Alemanha, e ao critério do gol qualificado. Chuopo-Moting fez o único gol do confronto, ainda no primeiro tempo. Agora, a equipe de Neymar, Mbappé e companhia espera o vencedor do duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund para conhecer seu adversário – os ingleses venceram o primeiro jogo por 2 a 1.

Ao contrário do primeiro jogo, quando foi dominado na maior parte do começo ao fim, o PSG foi superior ao Bayern no primeiro tempo e teve as melhores oportunidades. Com Neymar mais participativo e Mbappé demonstrando toda a explosão, a equipe da casa chegou com perigo ao gol defendido em várias oportunidades. Prova disso é que o brasileiro acertou a trave em três oportunidades, a última desperdiçando excelente oportunidade. O camisa 10 também recebeu um excelente passe de Mbappé, mas acabou parando no goleiro alemão. O Gigante da Baviera, por sua vez, não repetiu a atuação da semana passada, mas foi efetivo e saiu na frente com Chuopo-Moting, que aproveitou rebote de Keylor Navas e completou para as redes.

O PSG continuou melhor no intervalo, criando chances em velocidade e, mais uma vez, mostrando baixo aproveitamento nas finalizações. Neymar, dentro da área, mandou longe após receber com liberdade. Na sequência, Di María limpou bem a marcação e tocou na pequena área para o atacante brasileiro, que não conseguiu completar. Impaciente, o Bayern de Munique acabou sendo afobado, errando alguns passes e parando no sistema defensivo francês. Nas chances mais claras, Muller parou em Navas e Sané tocou a bola na frente do alvo, mas ninguém completou.