Sergio Agüero anuncia aposentadoria por problemas cardíacos: ‘Saúde em primeiro lugar’

Emocionado, o argentino de 33 anos concedeu entrevista coletiva no Camp Nou e foi às lágrimas ao falar sobre a decisão

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2021 10h38
EFE/Andreu Dalmau Sergio Aguero anunciou aposentadoria precoce devido a uma arritmia cardíaca Sergio Aguero anunciou aposentadoria precoce devido a uma arritmia cardíaca

O atacante Sergio Agüero anunciou, na manhã desta quarta-feira, 15, sua aposentadoria precoce devido a uma arritmia cardíaca, detectada no início de outubro, após deixar um jogo do Barcelona com dores no peito. Emocionado, o argentino de 33 anos concedeu entrevista coletiva no Camp Nou e foi às lágrimas ao falar sobre a decisão. “Essa coletiva é para comunicar que estou parando de jogar futebol profissional. São momentos muito difíceis, mas ainda estou muito feliz com a decisão que tomei. Em primeiro lugar está a minha saúde por causa do problema que tive há um mês”, disse o centroavante.

“Eu estava nas mãos dos médicos e eles me disseram que o melhor era parar de jogar. Tomei a decisão há 10 dias. Fiz todo o possível para ver se havia esperança, mas não havia muita. Sempre sonhei que jogava futebol desde os 5 anos quando toquei numa bola e o meu sonho era jogar na Primeira Divisão (argentina) e nunca pensei em chegar à Europa. Graças ao Independiente, fui treinado lá, ao Atlético que apostou em mim quando tinha 18 anos, ao Manchester City, que sabem o que sinto por eles, deixei o melhor lá e me trataram muito bem e ao pessoal do Barça. E também a seleção argentina”, acrescentou.

Agüero foi diagnosticado com arritmia após a partida contra o Alavés, pelo Campeonato Espanhol, no início de outubro. Após os primeiros exames, o Barcelona comunicou que o atleta passaria por um “procedimento diagnóstico e terapêutico”,precisando ficar afastado dos gramados por três meses. Outros exames mais específicos, no entanto, apontaram uma “arritmia maligna” e tiraram a possibilidade de “Kun”, como é conhecido, retornar aos gramados. “Você sempre quer continuar ganhando mais coisas, mas me sinto muito feliz pelos títulos que ganhei. Mas acho que fiz tudo de melhor por mim e pelos clubes que joguei. Tenho orgulho da minha carreira”, disse o atleta, que estava acompanhado de Pep Guardiola, um de seus treinadores no Manchester City, além do técnico Xavi e de toda diretoria do Barcelona.

Revelado pelo Independiente, Agüero brilhou nos gramados argentinos até se transferir para o Atlético de Madrid, onde jogou de 2006 a 2011 e participou das conquistas da Liga Europa (2009-2010) e da Supercopa da Europa (2010). Na sequência, o atacante iniciou uma linda trajetória no Manchester City, que durou quase dez anos e rendeu cinco títulos do Campeonato Inglês, além de outras dez taças. Pela seleção, o centroavante entrou em campo 101 vezes, anotando 41 gols e participando de três Copas do Mundo. Ao todo, ele fez 767 jogos oficiais na carreira e foi às redes 420 vezes.