Uefa premia capitão da Dinamarca e médicos que socorreram Eriksen na Eurocopa

Os ganhadores serão homenageados durante a festa de gala da entidade que rege o futebol europeu, na próxima quinta-feira, quando acontecerá o sorteio dos grupos da Liga dos Campeões

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2021 13h19 - Atualizado em 24/08/2021 17h42
EFE/EPA/Friedemann VogeEriksen recebe atendimento médico durante Dinamarca e Finlândia

A Uefa anunciou nesta terça-feira, 24, que irá conceder o Prêmio Presidente da Uefa à equipe médica que salvou a vida do meia dinamarquês Christian Eriksen, durante jogo de estreia da Eurocopa, em junho passado, em Copenhague. Além do grupo, o capitão da Dinamarca, Simon Kjaer, também receberá a premiação. Os ganhadores serão homenageados durante a festa de gala da entidade que rege o futebol europeu, na próxima quinta-feira, quando acontecerá o sorteio dos grupos da Liga dos Campeões. “Pelas contribuições vitais para ajudar Eriksen, quando o meia da Internazionale, de 29 anos, sofreu uma parada cardíaca e caiu no gramado”, conforme está escrito em um comunicado oficial emitido pela Uefa.

O incidente aconteceu no último dia 12 de junho, durante jogo entre Dinamarca e Finlândia, pela primeira rodada da fase de grupos da Eurocopa. Após Eriksen desabar, rapidamente Kjaer socorreu o companheiro, que logo recebeu o amparo da equipe médica destinada para o jogo, assim como da equipe de arbitragem. Em nota oficial, a Uefa destacou as “excepcionais qualidades de liderança que mostrou” o zagueiro, ao reagir rapidamente para acudir o companheiro. Presidente da entidade europeia, o esloveno Aleksander Ceferin, classificou os vencedores do prêmio neste ano como “verdadeiros heróis”. “Neste ano, o prêmio vai muito além do aspecto futebolístico. Serve como uma lembrança importante e eterna do quão preciosa é a vida e coloca tudo em perspectiva”, afirmou o dirigente.