Rogério Ceni destaca fator psicológico para conseguir virada: ‘Não entrar na provocação’

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2019 10h47
Fernando Moreno/Futura Press/Estadão ConteúdoRogério Ceni acredita na virada do Cruzeiro sobre o Internacional

O Cruzeiro entra em campo nesta quarta-feira (4) com a difícil missão de vencer o Internacional, no Beira-Rio, às 21h30, pela semifinal da Copa do Brasil. Depois de perder por 1 a 0 na ida, o time precisará controlar as emoções para conseguir a virada. Quem destacou o aspecto foi o próprio treinador Rogério Ceni, que confia na classificação.

“Tem muito emocional, psicológico, se preparar bem, não entrar na loucura do jogo, na provocação. Acho que o mais importante é botar a bola no chão e jogar. As equipes que conseguiram jogar com a bola no chão e chegar na linha de frente, no campo de ataque com essa bola em posse, causaram mais problemas [ao Inter]. Não venceram, mas causaram mais problemas”, analisou.

No comando da Raposa, Ceni contabiliza duas vitórias e um empate no Campeonato Brasileiro, tirando o time da zona de rebaixamento. Para o treinador, a sequência traz confiança para o jogo de hoje.

As duas vitórias com o empate trazem confiança pro jogo desta quarta-feira. Vamos tentar achar a melhor formação que vai tentar machucar um pouco mais o Internacional. É um jogo difícil, todo mundo sabe, mas não é impossível. Ninguém vem conseguindo vencer o Inter em Porto Alegre. Quem sabe não sejamos nós?”, disse.

Por fim, Ceni demonstrou otimismo em levar o Cruzeiro à sua terceira decisão de Copa do Brasil consecutiva.

“Eu, como todo torcedor do Cruzeiro, também estarei fazendo o máximo, tentando o máximo, para que a gente consiga levar o Cruzeiro pelo terceiro ano consecutivo numa final de Copa do Brasil”, finalizou.