São Paulo demite Hernán Crespo após sequência ruim no Brasileirão

Mesmo levando o Tricolor ao título do Campeonato Paulista 2021, o treinador argentino não resistiu ao momento ruim no torneio nacional, além das quedas na Copa Libertadores da América e na Copa do Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2021 16h00 - Atualizado em 13/10/2021 17h25
Foto: ALEXANDRE NETO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Hernán Crespo foi demitido pelo São Paulo

O São Paulo anunciou na tarde desta quarta-feira, 13, que demitiu o treinador Hernán Crespo. Mesmo sendo o responsável por tirar o clube da fila de títulos, faturando o Campeonato Paulista de 2021, o técnico não resistiu à sequência ruim no Brasileirão, além das quedas na Copa Libertadores da América e na Copa do Brasil. Atualmente, o time vem de cinco empates consecutivos na competição nacional, se aproximando da queda para a Série B – a distância para o Bahia, o primeiro time dentro da zona de rebaixamento, é de somente três pontos. No comunicado, a diretoria tricolor anunciou que a decisão foi definida em “comum acordo”. Também deixam o clube Juan Branda (auxiliar técnico), Alejandro Kohan e Gustavo Sato (preparadores físicos), Gustavo Nepote (preparador de goleiros) e Tobías Kohan (analista de desempenho), que chegaram ao Tricolor junto com o treinador.

Crespo foi oficializado como treinador no São Paulo no começo desta temporada, chegando para substituir Fernando Diniz, que deixou o título do Brasileirão da temporada passada escapar. Logo no início, o argentino implantou um esquema com três zagueiros e fez o time são-paulino deslanchar no Paulistão. Nas finais, diante do Palmeiras, a equipe do Morumbi correspondeu, vencendo o segundo jogo e saindo da fila de títulos que perdurava por mais de oito anos. O Tricolor, entretanto, acabou sendo eliminado da Libertadores justamente pelo rival alviverde, com uma derrota acachapante por 3 a 0, no Allianz Parque, nas quartas de final. Na mesma fase, o grupo treinado por Crespo se despediu na Copa do Brasil, desta vez caindo diante do Fortaleza.

As quedas nas copas, no entanto, foram somente a ponta do iceberg. Sob o comando de Crespo, o São Paulo não viveu nenhum momento realmente bom no Campeonato Brasileiro. Após ter o pior início da história do clube, com apenas 5 pontos conquistados nas 9 rodadas iniciais, o Tricolor até melhorou e saiu da zona de rebaixamento. O time, no entanto, voltou a amargar resultados ruins, colecionando cinco empates seguidos e voltando a correr risco na competição nacional. A diretoria, recentemente, chegou a bancar o treinador, tendo Muricy Ramalho, coordenador de futebol, como principal defensor do técnico. A queda do “professor”, ainda assim, foi sacramentada nesta quarta-feira. Ao todo, Crespo comandou a equipe em 53 partidas, com 24 vitórias, 19 empates e dez derrotas, aproveitamento de 57,23%. Seu substituto será definido pela cúpula nos próximos dias.