Tite convida Bruninho para seleção e vê Brasil classificado para a Copa do Mundo

Entre vários assuntos, o treinador comentou sobre o caso do menino de 9 anos, torcedor do Santos que foi hostilizado por santistas após pedir a camisa do goleiro Jaílson, do rival Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2021 12h43 - Atualizado em 10/11/2021 12h49
EFE/EPA/Lucas Figueiredo Tite treinando a seleção brasileira

Tite concedeu entrevista coletiva, na tarde desta quarta-feira, 10, véspera do duelo do Brasil contra a Colômbia, na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. Entre vários assuntos, o treinador comentou sobre o caso do menino Bruninho, torcedor mirim do Santos que foi hostilizado por santistas após pedir a camisa do goleiro Jaílson, do rival Palmeiras. Além de lamentar o incidente, o técnico convidou a criança de 9 anos para conhecer os atletas da seleção brasileira.

“Está feito o convite para ele estar aqui conosco. Porque nós como pais, como pessoas temos a função de sermos educadores, temos de ser exemplos. Mais do que falar é fazer. Tu torce pela seleção brasileira, e dá para torcer por clubes sim. Dá para ter educação e respeito por tudo. Bruninho, um abraço nosso de coração de um homem de 60 anos, que aprendeu um pouquinho, aprendeu a respeitar sentimento e exemplos positivos, que vão educar e fazer uma sociedade melhor”, disse o treinador da Canarinho, comovido com o incidente ocorrido na Vila Belmiro, no último domingo, pelo Brasileirão.

Tite também falou sobre a situação da seleção brasileira nas Eliminatórias. Líder da competição com 10 vitórias, 1 empate e nenhuma derrota, o Brasil pode garantir matematicamente sua vaga na Copa do Mundo nesta Data Fifa. Independente disso, o treinador já considera a Canarinho classificada. Para ele, o foco é se preparar para o Mundial, que será realizado em novembro de 2022, no Catar. “Vou te adiantar: para mim estamos classificados com a pontuação para a Copa do Mundo. Diferentemente de outro estágio, agora parte para um estágio de preparação para Copa do Mundo, onde podemos enfrentar, por exemplo, uma Colômbia nas oitavas de final. É trabalhar nesse objetivo real. A Colômbia vai estar na Copa. Para mim, é uma projeção. É trabalharmos em cima da evolução e dessas pressões, inclusive, que eu estou colocando agora”, comentou.

Para embasar seu argumento, Tite lembrou das campanhas da Colômbia nas últimas Copas. Depois de enfrentar “Los Cafeteros”, a seleção viaja para a Argentina, onde enfrenta os rivais em San Juan, no dia 16 deste mês. “Se a gente pegar a retrospectiva da Colômbia, em 2014 ela nos enfrentou nas quartas de final [da Copa do Mundo]. Por si só, chancela. Em 2018, fez oitavas contra Inglaterra, decidida nos pênaltis. A exigência técnica ao longo das Eliminatórias, ela tem mostrado a grandeza nesses jogos”, completou o técnico, que deve lançar um time com Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Neymar e Gabriel Jesus.