Jovem zagueiro, Nathan pede união para elenco e fala em mudança em sua vida

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2014 18h15

O jovem zagueiro NathanNathan

O jovem Nathan, zagueiro de apenas 19 anos de idade, já está tendo que aguentar a pressão, devido ao mau momento vivido pelo Palmeiras na temporada. A equipe ocupa a lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas 22 pontos conquistados em 23 jogos, e se vê bastante ameaçada pelo rebaixamento para a Série B.

É neste cenário que a revelação está tentando se firmar. No próximo compromisso do alviverde de Palestra Itália na temporada, contra o Vitória, que será disputado na quinta-feira (25), às 19h30 (de Brasília), no Estádio do Pacaembu, o zagueiro deve ganhar a vaga na equipe titular para substituir o lesionado Victorino. Mas o jovem não demonstra muita preocupação.

“Estou vivendo um momento de muita pressão. Estou com 19 anos e passando por tudo isso, não é para qualquer um. Se eu, com 19 anos, estou aqui suportando tudo isso, então qualquer um tem essa capacidade”, disse. “Todos me apoiaram desde que cheguei aqui. Não tem essa de ser eu, o Lúcio ou um dirigente. Eu vim aqui para falar do Palmeiras e dizer que estamos unidos. Não importa se sou eu, que tenho 19 anos. Eu vim em nome do grupo”, prosseguiu.

Escolhido para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira (23), Nathan comparou a experiência de falar com a imprensa com sua estreia no elenco profissional do clube.

“É tudo novo para mim, uma hora ou outra eu teria de dar entrevista. Não foi no melhor momento, mas também falaram um monte antes da minha estreia, que colocariam um moleque de 19 anos para estrear no Maracanã. Mostrei para todos que tenho capacidade. Se me colocaram na coletiva, me deram essa responsabilidade e sei da minha capacidade também”, frisou, antes de falar como sua vida mudou em tão pouco tempo.

“Estava acostumado com 60 pessoas torcendo, sendo que 50 eram familiares (risos). Não tinha pressão, ninguém xingava. A minha vida mudou em três semanas. Estou vivendo, e muito feliz por estar no Palmeiras. Durante os sete anos em que estive na base, sempre busquei uma chance no profissional. É a vida de jogador, uma hora eu teria de passar por isso”, observou.

Nathan pediu união ao grupo neste momento complicado e disse que o time não pode pensar em nada que não seja a vitória.

“Contra o Flamengo, nós tomamos 2 a 0 no primeiro tempo e, no vestiário, a gente se uniu, focamos e falamos ‘vamos virar’. A força do grupo fez a gente empatar. Nestes momentos, temos de nos fechar, esquecer as críticas e ir atrás dos resultados. Agora não importa se é confronto direto ou não, temos de pensar somente na vitória. A situação é delicada, temos de buscar a vitória. Não nos interessa empate, somente vitória. É a hora de cada um pegar a sua responsabilidade, parcela de culpa e nos unirmos. Temos de pegar os erros e transformar em resultados”, finalizou o defensor.