Marcelinho revela maior lembrança do Majestoso: gol olímpico de trivela sobre Ceni

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2017 14h31

Quinto maior artilheiro da história do CorinthiansQuinto maior artilheiro da história do Corinthians

O mesmo Morumbi que vai sediar a partida entre São Paulo e Corinthians, neste domingo, às 16h (de Brasília), já foi palco de um dos lances mais incríveis da história do clássico Majestoso. Os personagens? Marcelinho Carioca e Rogério Ceni.

Em 1994, o ídolo alvinegro simplesmente marcou um gol olímpico de três dedos sobre o ex-goleiro e atual treinador são-paulino.

O momento foi relembrado pelo próprio Marcelinho, em entrevista exclusiva a Bruno Prado, para a Rádio Jovem Pan

“Foi um gol olímpico de três dedos, algo muito difícil de acontecer. Do lado direito, quem bate escanteio fechado é o canhoto. E eu bati com o pé direito. O Rogério Ceni ainda não tinha noção da minha batida, eu arrisquei e fiz o gol. Me lembro até hoje, descreveu o hoje ex-jogador de 45 anos. 

O jogo aconteceu em 31 de julho e foi válido pela primeira fase da já extinta Copa Bandeirantes. O Corinthians venceu o time B do São Paulo, conhecido como “Expressinho”, por 2 a 0 e se classificou à grande decisão do torneio estadual. 

O gol de Marcelinho foi o da abertura do placar. O então jovem de 22 anos ousou, foi para o lado direito do campo e cobrou escanteio de três dedos. A bola fez uma incrível curva e morreu no fundo das redes, entre as mãos de Rogério Ceni e a trave. 

Impressionante, o lance foi testemunhado por apenas 4.928 torcedores. Mas Marcelinho não se importa. Para ele, o gol olímpico de trivela foi o maior momento da sua carreira contra o São Paulo.

Reveja o lance abaixo: