Mineiro revive anos de ouro, elogia Ceni e cobra títulos por menos saudosismo no SP

  • Por Jovem Pan
  • 02/06/2017 11h48

Ex-volante Mineiro fez o gol do tricampeonato mundial do São Paulo

Ex-volante Mineiro fez o gol do tricampeonato mundial do São Paulo

Autor do gol que fez do São Paulo o único brasileiro tricampeão mundial de clubes, Carlos Luciano da Silva, o popular Mineiro, não vive mais no Brasil. Morando na Alemanha há cerca de dois anos, o hoje empresário de atletas está distante do País-natal, mas segue de olho no que acontece por aqui. Principalmente com o clube tricolor. 

Aposentado desde 2012, o ex-volante concedeu entrevista exclusiva a Diogo Mesquita, para a Rádio Jovem Pan, e reviveu a época em que brilhou com a camisa são-paulina.

A viagem no tempo foi tão marcante que fez Mineiro ficar saudosista… A ponto de cobrar títulos do clube tricolor – que não ergue uma taça desde 2012.

“Aquele foi um momento muito especial da minha carreira. O meu auge, provavelmente“, relembrou Mineiro, que jogou no São Paulo de 2005 a 2007. “Ali, o grupo era o ponto forte do São Paulo. Não havia estrelismo, todos lutavam por todos. O fato de eu ter marcado história no São Paulo, não só pelo gol contra o Liverpool, mas pelos títulos que conquistei, me faz recordar com muito carinho de toda aquela época“, acrescentou.

O ex-jogador, que foi campeão paulista (2005), brasileiro (2006), da Libertadores (2005) e mundial (2005) com a camisa são-paulina, transferiu-se para o Herta Berlim pouco mais de um ano depois do histórico jogo em Yokohama, no Japão. Convocado para a Copa de 2006, Mineiro ainda passou por Chelsea e Schalke 04 antes de pendurar as chuteiras no modesto Koblenz, da quarta divisão alemã. 

A idolatria no São Paulo, no entanto, segue até hoje – o que faz com que ele se preocupe com tamanho “saudosismo” da torcida. “Sempre que estou no Brasil, sou tratado com muito carinho pelos torcedores que me reconhecem. E é recíproco. Foram muitos momentos especiais que eu vivi no São Paulo. Espero que eles possam voltar, para que a gente não seja tão saudosista assim”, brincou. “O São Paulo merece estar sempre em destaque. Não importa o ano”. 

Mineiro também falou sobre Rogério Ceni. Ex-companheiro do maior ídolo da história do São Paulo, o ex-volante rasgou elogios ao hoje técnico do time tricolor. Para Mineiro, Ceni tem tudo para fazer sucesso à frente do banco de reservas são-paulino – desde que, é claro, tenha tempo para trabalhar. 

“O Rogério, por si só, já tem uma liderança natural. No Brasil, cobra-se muito o resultado imediato, não se tem paciência, mas o Rogério é um cara muito inteligente, estudioso. Tenho certeza de que, se ele tiver tempo, vai alcançar todos os objetivos que traçou, assim como foi quando era jogador“, finalizou.