Sindicato pode levar caso de jogador com câncer dispensado do Olimpia à Fifa

  • Por Agência EFE
  • 04/01/2014 19h39

Sebastian Ariosa teria sido dispensado do Olímpia por ter câncer

Sebastian Ariosa

A Associação de Jogadores do Paraguai dará cobertura legal a Sebastián Ariosa, para o que caso do jogador uruguaio seja levado à Fifa, depois de ter sido dispensado pelo Olimpia, do Paraguai.

O lateral esquerdo, de 29 anos, teria sido mandado embora do clube por estar sofrendo de câncer no mediastino.

“Estamos em contato com a advogada do jogador e vamos estudar os passos a seguir, mas nossa ideia é levar o caso a Fifa”, disse neste sábado à Agência Efe o presidente da entidade, Rogelio Delgado.

O representante da associação garantiu já acompanhava o caso antes da saída de Ariosa do Olimpia, e ainda lembrou que o atleta tinha três meses de salários atrasados.

“Trata-se de uma rescisão de contrato mascarada. Este é um problema que afeta todo o futebol paraguaio e vamos tratá-lo com todo rigor”, afirmou Delgado.

Ontem o diretor do Olimpia Raúl Pintos disse em entrevista que o contrato de Ariosa não havia sido rescindido, mas sim suspenso, pelo período que dure a recuperação do jogador.

O tratamento do jogador, que ainda tinha dois anos de contrato com a equipe paraguaia, vice-campeã da Libertadores, custa US$ 10 mil, segundo revelou Ariosa em entrevista.