AO VIVO, Black Friday 2020: Acompanhe descontos, notícias e fraudes do evento

Siga em tempo real as principais novidades da data especial de ofertas no varejo, que ocorre nesta sexta, 27

  • Por Jovem Pan
  • 27/11/2020 08h01 - Atualizado em 27/11/2020 21h02
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOÉ esperada para a Black Friday 2020, ano marcado pela pandemia da Covid-19, uma participação recorde dos canais de venda online

Nesta sexta-feira, 27 de novembro, acontece o evento de promoções mais aguardado pelo comércio e pelos consumidores: a Black Friday. Tradicional dos Estados Unidos, a data é marcada pelos descontos expressivos e melhores condições de pagamentos para os clientes e, ao mesmo tempo, sinônimo de recorde de vendas para os lojistas. Com expectativa de participação histórica dos canais online, a estimativa, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, é faturar R$ 69,9 milhões com o evento deste ano. Entre o clientes, as expectativas também são altas. Ao todo, 60% dos consumidores devem aproveitar as promoções, o que promete agitar as redes varejistas e impulsionar a recuperação do setor. Siga em tempo real as boas oportunidades de compras e fuja da “Black Fraude“, com balanços e informações sobre os golpes que podem gerar dor de cabeça aos consumidores. Confira abaixo a cobertura especial da Jovem Pan sobre a Black Friday 2020:

21:00 – Jovem Pan encerra cobertura da Black Friday. Obrigada por nos acompanhar. Boa noite


20:55 – Com descontos menos agressivos, Black Friday tem vendas alavancadas pelo online

O isolamento social causado pela pandemia da Covid-19 modificou a forma de consumo das pessoas em 2020. Na Black Friday deste ano, não houve os relatos costumeiros de grandes filas e aglomerações em busca dos melhores descontos. No entanto, no comércio online, o faturamento já era superior ao registrado no ano anterior, mesmo antes do fim do evento. De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm), até às 20h desta sexta-feira, 27, já haviam sido vendidos mais de R$ 4,1 bilhões, em comparação a R$ 3,2 bilhões durante todo o evento em 2019. Para especialistas ouvidos pela Jovem Pan, além do crescimento nas vendas digitais, o que já era uma expectativa para o setor, uma das principais diferenças foram os descontos, bem menos agressivos em 2020. Leia a matéria completa clicando aqui.


19:30 – Black Friday chega a 7.980 reclamações no Reclame Aqui

A Black Friday vai até a meia-noite desta sexta-feira, 27, e até as 18h o Reclame Aqui tinha registrado 7.980 reclamações de consumidores em seu portal, uma média de 143 reclamações por hora desde o início do monitoramento. O levantamento do canal mostra que o consumidor enfrenta os mesmos problemas dos últimos cinco anos: propaganda enganosa (27,1% das reclamações), problemas na finalização da compra e divergência de valores. “Conferir bem os detalhes do preço e frete na hora de fazer o checkout de compra e prestar atenção nas condições da oferta evita muita dor de cabeça. E também ficar esperto ao desconto, a média ficou em 25% este ano”, alerta o fundador do Reclame AQUI, Mauricio Vargas. Um problema novo de 2020 foi o produto não entregue. Ele já ocupa a 4ª posição no ranking, com 8,77%% das reclamações.


18:49 – Mulheres são 56,4% dos consumidores durante a Black Friday

De acordo com um levantamento da Compre & Confie, as mulheres estão mais ativas nas compras da Black Friday até o momento, representando 56,4% do total de compradores, contra 43,6% dos homens. Quando analisado a faixa etária dos consumidores, as pessoas entre 26 e 35 anos estão na liderança dos gastos aparecendo com 34,8% dos pedidos. Em seguida aparece o grupo de idade entre 36 e 50 anos com 33,1% de participação nas compras. Os mais jovens, de até 25 anos, representam 18,9% e, o grupo acima de 51 anos fica apenas com 13,2% dos pedidos.


18:30 – ‘Maquiagem’ de desconto é o principal problema relatado pelos consumidores

Segundo um levantamento do Procon-SP, com base no atendimento direcionado para a Black Friday desde a tarde da última quarta-feira, 25, até as 17hs desta sexta, 27, o Procon-foram contabilizadas 280 reclamações e 178 consultas e denúncias pelas redes sociais, totalizando 458 atendimentos. Deste total, 77 (27%) foram sobre maquiagem de preço (desconto oferecido sobre o preço do produto e ou serviço não é real), seguida de produto e/ou serviço indisponível com (52 reclamações) e mudança de preço ao finalizar a compra com (42 reclamações). A empresa mais reclamada até o momento é a B2W Companhia Digital (americanas.com, Submarino, Shoptime, Soubarato) com 27 reclamações. Em seguida aparece Via Varejo (Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com.br), 19; Kabum Comércio Eletrônico S/A e Magazine Luiza, 18.


18:11 – 70% dos estabelecimentos visitados pelo Procon-SP apresentaram alguma infração

O Procon-SP anunciou que durante uma fiscalização realizada no Estado de São Paulo, dos 275 estabelecimentos visitados pelas equipes, 70% (ou seja, 193 locais) cometiam infração ao Código de Defesa do Consumidor. O principal problema encontrado foi não informar o preço adequadamente ao consumidor, incluindo o valor de antes da Black Friday. Praticar preços diferentes no folheto e no caixa e deixar de disponibilizar produtos anunciados no folheto promocional foram outras infrações encontradas pelo orgão. Foram fornecedores foram autuados e têm direito a apresentar defesa.


17:45 –  Sudeste é de longe a região que mais faturou com as promoções

A ClearSale, fintech contra fraudes em compras virtuais, apontou que o Sudeste é a região do Brasil que mais faturou até agora com a Black Friday: as 3.470.457 compras online geraram um total de R$ 2.1 bilhões entre São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Os números são muito superiores ao da segunda região que mais lucrou com as promoções, o Nordeste. Ali, o levantamento indica que foram feitos 910.328 pedidos em um valor total de R$ 687 milhões. O Sul ficou logo atrás com 804.470 compras e R$ 541.2 milhões de faturamento. Só então vem o Centro Oeste, com 341.664 pedidos e R$ 236.5 milhões em vendas, e o Norte, com 11.526 e R$ 105.2 milhões, respectivamente.


17:30 –  “Moda e Acessórios” lideram o Top 5 de produtos mais comprados

Segundo dados do movimento Compre & Confie, a categoria “Moda e Acessórios” é a com maior número de compras durante a Black Friday desse ano. Logo em seguida vem “Beleza, Perfumaria e Saúde” e “Artigos para Casa”. As duas últimas colocações ficaram para “Entretenimento e Eletrodomésticos e Ventilação”. No total, já foram feitos 5.638.445 pedidos.


17:00 –  Número de queixas registradas no ReclameAqui sobem para mais de 6,9 mil 

Até o momento, 6.934 queixas contra lojas foram registradas por consumidores no site ReclameAqui. O ranking é atualizado a cada hora e soma as reclamações feitas no site a partir das 12h da quarta-feira, 25.  Até às 14h, eram 6.324 queixas. No mesmo período do ano passado, o número de reclamações era de 4.928. A empresa líder de reclamações, que elenca primeiro lugar desde o começo da contagem, é o Americanas MarketPlace, seguido pelo site KaBum, que contabilizou 90% a mais de reclamações do que em períodos anteriores.


16:30 – Clientes reclamam de filas e falta de distanciamento social em lojas

Clientes que passaram por lojas de departamento na manhã e tarde desta sexta reclamaram de longas filas e nenhum respeito ao distanciamento social em tempos de Covid-19. Na cidade de Jacareí, no Vale da Paraíba (SP), duas unidades das Americanas apresentaram longas filas com pessoas de máscara, mas sem a distância de 1,5 metro considerada como segura para evitar infecções. Em posicionamento enviado à Jovem Pan, a Americanas disse que está apurando as informações para “que possa solucionar a questão rapidamente”. Além disso, a loja informou que reforçou as medidas para evitar aglomerações e garantir a segurança de clientes e funcionários, seguindo as orientações  da OMS e das autoridades sanitárias. “Além do uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel, há o controle do fluxo de clientes dentro das lojas, a organização das filas para manter distância segura entre eles, entre outras medidas”, diz a nota.

Na cidade de Aquidauana, no Mato Grosso do Sul, longas filas nas Casas Bahia também foram registradas. Nas redes sociais, sem identificar nome de cidades, usuários reclamaram de mais de duas horas de espera. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado, não há até o momento informação sobre ações para dispersar multidões ou registro de confusão em estabelecimentos. O órgão lembrou, porém, que divulgou dicas de segurança para que clientes evitem golpes na data. À Jovem Pan, a Casas Bahia informou que todos os protocolos de segurança seguem em andamento de forma rígida em todas as lojas. As regras, detalhadas em cartilha editada pela empresa, seguem os parâmetros estabelecidos pelos governos e respectivas prefeituras. Entre as recomendações estão a lotação máxima permitida, observando as regras de distanciamento mínimo, disponibilidade de álcool em gel para higienização de colaboradores e clientes, orientação para colaboradores sobre procedimentos de limpeza das unidades antes da abertura, o distanciamento de no mínimo 1,5m em filas e fornecimento de máscaras para os colaboradores. Reiteramos que estamos atentos às informações das autoridades, seguindo todas as recomendações e temos como prioridade a segurança e saúde de nossos colaboradores, parceiros e clientes.


16:10 – Segundo boletim do Procon-SP tem 338 queixas e aumento de 62% nas reclamações

O boletim da tarde do Procon-SP com queixas de consumidores de todo o estado mostrou aumento de 62% das reclamações em relação ao do turno da manhã, divulgado às 9h. De acordo com o órgão, até o momento, 338 queixas foram computadas. Dessas, 209 foram reclamações e 129 foram consultas e denúncias nas redes sociais. A B2W Companhia Digital continua liderando as queixas, com 20 reclamações, seguida da Via Varejo, KaBum Comércio Eletrônico, Magazine Luiza e Pão de Açúcar. Em nota, a B2W afirmou que “segue comprometida com o objetivo de oferecer a melhor experiência da internet brasileira, independentemente do forte crescimento do volume de vendas” e que tem equipe reforçada para esse período do ano. A Via Varejo, que é responsável pelas marcas Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com, informou que antecipou o início das promoções e que as demandas avaliadas no Procon tratam-se, em sua maioria, de casos pontuais que já estão sendo tratados ou que não se referem à Black Friday. No entanto, a empresa disse que está mantendo “atendimento ininterrupto aos clientes via telefone, whatsapp e redes sociais, até segunda-feira”. A Magazine Luiza informou que “faz questão de ouvir e responder a todas as dúvidas e reclamações dos seus clientes”, esclarecendo que as reclamações registradas no Procon-SP são inferiores a 0,001% de todos os pedidos realizados na Black Friday. O Pão de Açúcar, por sua vez, esclareceu em comunicado que “trabalha para garantir sempre as melhores ofertas e condições de pagamento aos seus clientes”, que “todas as queixas serão respondidas para cada consumidor e que “o volume registrado indica questões pontuais em relação à ação de Black Friday”. As outras marcas ainda não se posicionaram sobre o assunto.


15:50 – E-commerce calcula faturamento de R$ 3,3 bilhões até as 15h

Segundo dados do movimento Compre & Confie, o faturamento em vendas no e-commerce brasileiro da meia noite da quinta-feira até as 15h desta sexta foi de R$ 3.367.937.552. Nesta Black Friday, o período entre as 9h e as 15h foi o que registrou maior fluxo de compras. A maior parte dos consumidores têm entre 26 e 35 anos (34,9%). Mulheres representam o gênero que mais compram, com 56,5% dos pedidos.


15:39 – Pelo menos R$ 30 milhões em fraudes são evitadas 

Segundo dados da ClearSale, fintech contra fraudes em compras virtuais, R$ 30.682.832 que seriam investidos por milhares de clientes em compras fraudulentas foram “resgatados” pela marca desde a meia noite. Mais da metade desse valor foi de ocorrências na região Sudeste, que tem R$ 15.982.938 de dinheiro salvo. A região é seguida pelo Nordeste, com R$ 7.616.407 reais resgatados, e pelo Centro-Oeste, com R$ 3.041.354 resgatados. Os dados começaram a ser contabilizados na meia noite da quinta-feira, 26.


15:30 – Jogos de videogame e computador têm desconto de até 60%

Sites de jogos para videogame e computador também apostaram nos descontos para clientes. No site do Submarino, o novíssimo FIFA 21, o The Last Of Us II e a nova versão do PES têm entre 9% e 33% de desconto; nas plataformas online, como Steam e Epic Games, os descontos chegam a até 66% em alguns produtos selecionados e em até 85% em pacotes de expansão para jogos já instalados.


15:15 – Entre memes e “promoções independentes”, iPhone 11 vira assunto mais comentado nas redes

Os celulares lideram reclamações de compra e também a lista dos memes na redes sociais nesta Black Friday. Ao  longo do dia, o termo “iPhone 11”, uma das versões mais recentes do celular da Apple, ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter, com mais de 25 mil menções no mundo todo. Enquanto alguns expressavam o desejo de comprar o celular na promoção, outros brincavam com os altos preços do aparelho no Brasil.


15:00 – Aplicativos de comida têm pratos a R$ 0,99 e outras promoções

Os aplicativos de delivery de comida também investiram nas promoções de Black Friday. Enquanto o iFood ofereceu 20 mil pratos a R$ 0,99 em todo o Brail, a Uber Eats selecionou algumas lojas para o consumidor comprar um item e levar mais dois iguais de brinde. Para além dos aplicativos, marcas como KFC, Pizza Hut e Taco Bell também apostaram nas promoções presenciais. No caso da KFC, a cada minibalde de frango frito o cliente ganhará outro; na Pizza Hut, as pizzas grandes têm 50% de desconto; na loja de comida mexicana, alguns combos de lanche são vendidos por R$ 10.


14:35 – Informática é categoria com maior número de queixas no começo da tarde 

O site ReclameAqui atualizou as categorias com maior número de problemas registrados desde a quinta-feira, 25, até as 14h desta sexta. O setor de informática lidera as reclamações, com 7,72% dos casos reportados, seguido de Celulares e Smartphones, com 7,39% e Eletrodomésticos, com 6,53%. Os principais problemas da plataforma seguem sendo propaganda enganosa – com 27,77% das queixas – e produto não recebido, com 9,22% das queixas. Celulares e aparelhos de TV são os produtos que lideram as reclamações.


14:05 – “Casas Bahia” é termo mais procurado no Google Brasil, seguido de mais marcas e lojas

Os dez termos mais buscados por brasileiros no Google nesta Black Friday têm relação direta com lojas ou produtos de consumo. As Casas Bahia estão em primeiro lugar, com mais de um milhão de buscas, seguido da NetShoes e das Lojas Americanas, com mais de 500 mil pesquisas cada. Em quarto lugar, está o termo “Nike”, seguido das marcas “Samsung”, “JBL”, “Brastemp”, “Gol”, do modelo “Xiaomi Redmi Note” e da marca de sapatos “Vans”.  Os números são atualizados em tempo real pela plataforma Google Trends.


13:55 – Mais de 6,3 mil queixas são registradas no ReclameAqui

Até o momento, 6.324 queixas contra lojas foram registradas por consumidores no site ReclameAqui desde o começo das promoções da Black Friday. O ranking é atualizado a cada hora e soma as reclamações feitas no site a partir das 12h da quarta-feira, 25. No mesmo período do ano passado, o número de reclamações era de 4.928, 28,3% a menos do que em 2020. A empresa líder de reclamações, que elenca primeiro lugar desde o começo da contagem, é as Americanas MarketPlace, seguido pelo site KaBum, que contabilizou 75% a mais de reclamações do que em períodos anteriores.


13:35 – ConfieAqui: plataforma lista descontos reais em lojas brasileiras

O site ReclameAqui, que tem feito plantão especial para divulgar as maiores queixas de consumidores nesta Black Friday, anunciou na tarde desta sexta-feira a plataforma “Confie Aqui”, um site que elenca os maiores descontos registrados no e-commerce brasileiro ao longo do dia. Até o momento, segundo a plataforma, o site com maior número de ofertas é o “Americanas”, com 37,4 milhões de produtos em promoção. Eles também listam os itens com menores preços e o percentual de desconto apresentado por cada um deles.


13:20 – 70% dos estabelecimentos visitados pelo Procon-SP infringem Código de Defesa do Consumidor

Até o começo da tarde desta sexta, fiscais do Procon-SP encontraram 193 estabelecimentos infringindo normas do Código de Defesa do Consumidor no estado, o que corresponde a 70% dos estabelecimentos visitados até o momento. Segundo o órgão, a principal violação cometida pelas lojas tinha relação direta com informações sobre preços. Enquanto alguns produtos tinham apenas o percentual de desconto, sem o valor final apontado nas etiquetas, outros não mostravam o preço anterior à Black Friday, o que não dava ao consumidor a garantia de uma promoção real. Em algumas lojas, a falta de produtos apresentados em folhetos promocionais e preços maiores do que os anunciados nas propagandas também foram problemas registrados. Ao todo, 275 lojas foram visitadas. Os fornecedores foram autuados e poderão apresentar defesa.


12:46 – Época Cosméticos oferece desconto de até 80% em todo o site

A marca de cosméticos e perfumaria entrou de cabeça nessa Black Friday e, além dos descontos de até 80% off em mais de 15 mil produtos, oferece mais 10% off nas compras acima de R$ 299 com o cupom EBLACK. Entre os produtos que mais valem a pena, estão: Hidratante Facial Neutrogena Hydro Boost Water Gel que sai por R$ 57,90 (42%); Corretivo Cremoso Quem disse, Berenice? por R$ 8,78 (80%) e Base Anti-Blemish Solutions Liquid Makeup Clinique por R$ 71,70 (70%) na cor Fresh Clove — outros tons variam entre -15% e -50%.


12:03 – Denúncias de propaganda enganosa representam 27,58% das reclamações, aponta Reclame Aqui

Ao longo deste sexta-feira, o Reclame Aqui segue com acompanhamento das empresas reclamadas na Black Friday 2020. Até às 11h, a Americanas segue como líder de denúncias entre os consumidores, com 318 queixas registradas no site. KaBuM”, Magazine Luiza, Casas Bahia e Ame Digital completam a lista das companhias com mais reclamações.  Segundo levantamento, 27,58% das denúncias são de propaganda enganosa; 9,55% de produto não recebido; 8,8% de problemas na finalização das compras; 7,96% de divergência de valores e 5,15% de produto indisponível, entre outros.


11:30 – Gol oferece voos nacionais a partir de R$ 99,90; ‘Azul Friday’ tem promoções para compra e resgate de passagens

Mesmo sendo um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19, o setor aéreo também aderiu as ofertas da Black Friday. A companhia área Gol oferece passagens aéreas para destinos nacionais a partir de R$ 99,90. Para os destinos internacionais, as ofertas começam a R$ 939 para passagens de ida e volta, com parlamento em até nove vezes. Já a “Azul Friday” traz descontos de 10% a 30% para clientes do Clube TudoAzul, Azul Itaucard, Azul Cargo e produtos. Pacotes de viagens também fazem parte da promoção da companhia.


11:11 – Fast Shop, Ponto Frio e Extra oferecem descontos de até 40% em geladeiras

Nesta Black Friday, as lojas online também oferecem opções de geladeiras com descontos de 10% a 41%. Entre as ofertas mais expressivas estão: geladeira Frost Free 375L Brastemp por R$ 2.249,99 (-26%) na Fast Shop; geladeira Inverter Samsung Duplex por R$ 2.505,98 (-41%) no Ponto Frio e refrigerador Consul 437L por R$ 2.799 (-22%) no Extra. Segundo levantamento do site Zoom, os produtos registram menor preço dos últimos 40 dias nesta sexta-feira.


10:58 – Especialista alerta para casos de fraudes na internet; veja dicas

Com a euforia e característica de compra por indulgência na Black Friday, os consumidores devem ficar atentos para ofertas enganosas e sites falsos, que imitam páginas de grandes varejistas. À Jovem Pan, Fábio Ramos, especialista em segurança digital, avalia que o bom senso e a procura antecipada podem proteger os clientes. “O consumidor precisa desenvolver bom senso e perceber que quando algo é bom demais precisa desconfiar. Tem que pensar que os criminosos precisam oferecer algo imperdível, algo tão bom que vale a pena correr o risco e colocar seus dados”, comenta. Ramos indica que os clientes desconfiem das ofertas e, se possível, utilize um cartão virtual – e temporário – para as “compras arriscadas”. Veja aqui outras dicas de segurança.


10:32 – Primeiro boletim do Procon-SP registra 168 reclamações de clientes

O primeiro boletim divulgado pelo Procon-SP sobre a Black Friday traz registro de 168 reclamações feitas pelos clientes por meio do site e aplicativo do órgão. O levantamento considera dados obtidos até 9h desta sexta-feira e será atualizado ao longo do dia. Os principais problemas apresentados são: maquiagem de preço com 41 registros; pedido cancelado após finalização da compra (32); produto e/ou serviço indisponível (30) e mudança de preço ao finalizar a compra (22). Segundo o Procon, a empresa com mais reclamações é a B2W Companhia Digital, que inclui marcas como Americanas.com, Submarino, Shoptime e Soubarato, com 15 reclamações. Em seguida, aparecem Via Varejo (Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com.br), 12; Kabum Comércio Eletrônico S/A com 11 e Mercado Livre e Magazine Luiza com nove registros cada.


10:15 – Joias: Pandora e Vivara derrubam preços de mais de 200 produtos

As tradicionais marcas Pandora e Vivara também derrubam preços nesta sexta-feira. Com descontos de até 50%, a “Premium Black Friday” da Pandora tem ofertas para anéis, charms, braceletes, colares e brincos, com mais de 200 opções disponíveis. Entre os charms, como são conhecidos os pingentes de pulseiras da marca, e os brincos, é possível encontrar produtos a partir de R$ 99,50. Já entre os  colares, as opções tem valor mínimo de R$ 169,50. Na Vivara os descontos chegam a 70% e incluem promoções de brincos, pingentes e relógios. Entre os principais produtos disponíveis estão: anel Life por R$ 33; corrente para coleira Life for Pets por R$ 30; pingentes por R$ 24 e pulseiras masculinas a partir de R$ 78.


10:05 – Reclame Aqui: KaBuM! tem 50% mais reclamações que a média das empresas

Mesmo com atualização dos dados considerados pelo Reclame Aqui, a empresa KaBuM! segue como a segunda instituição com mais reclamações de clientes na Black Friday 2020, ficando atrás apenas nas Lojas Americanas.  Até às 9h desta sexta-feira, 176 queixas contra a KaBuM! foram registradas junto ao site, com aumento de 50% acima da média. Em nota enviada à Jovem Pan, a empresa afirmou que alta concorrência das ofertas, que chegam a 80% de descontos, faz com que elas “se esgotem em questões de segundos”. “Esse cenário representa mais de 95% das queixas por parte dos clientes, sendo um efeito colateral comum entre as empresas que participam do Black Friday Legal”, diz o comunicado.


9:50 – Com venda exclusiva pela Sephora, Fenty Beaty tem produtos com até 50% de desconto

A Fenty Beauty, marca de maquiagens da Rihanna, consideradas uma das mais queridinhas do mundo de cosméticos, também está com descontos na Black Friday. Com venda exclusiva pela Sephora, os produtos aparecem com descontos de 20% a 50%. Além da Fenty, a marca Niina Secrets, recém incluída no site, também já aparece com promoções, sendo o destaque para a base líquida Hidra Glow, vendida por R$ 56.


9:31 – Americanas, Pão de Açúcar e Carrefour derrubam preço de uísques

Na Black Friday desta sexta-feira, uísques, vinhos e espumantes também aparecem com descontos expressivos. Na rede Pão de Açúcar, as ofertas variam de 40% a 70% desconto, com destaque para o “Kit Whisky Game Of Thrones – Song Of Fire e Song Of Ice”, da premiada série da HBO, por R$147,80 as duas unidades. Nas Lojas Americanas, Whisky Chivas Ragel 12 anos aparece com 25% de desconto, sendo vendido na chamada “Red Friday” por R$ 99. No Carrefour, o destaque é para Jack Daniel’s Old No.7, garrafa de um litro, vendido a R$ 109,90.


9:15 – Com app do Mercado pago, Méqui Friday oferece dois McDuplo por R$ 2,99; BK tem Jogos Grelhados

As promoções desta sexta-feira do McDonald’s, conhecida como Méqui Friday, incluem diversas ofertas como dois Big Mac por R$ 6,90; quatro McFritas Pequenas + dois sundae por R$ 14,90 e cinco cheeseburgers + cinco McFritas Pequenas por R$ 37,90. Com aplicativo do Mercado Pago, é possível comprar ainda dois McDuplo por R$ 2,99. No Burguer King,  a BK Friday acontece com os Jogos Grelhados, que vão distribuir 1 milhão de cupons de descontos por meio de games online. Os produtos chegam até 70% de descontos, com oferta do Whopper por R$ 6,90.


9:00 – Polícia Civil prende três empresários suspeitos de criar site falsos

A Polícia Civil do Paraná prendeu nesta sexta-feira, 27, três empresários suspeitos de criar sites falsos para oferecer descontos em produtos eletrônicos na Black Friday. A investigação estima que mais de mil consumidores, de diversos lugares do Brasil, já tenham sido vítimas dos criminosos. Ao todo, as ações incluem três mandados de prisão temporária, dois de busca e apreensão e quatro bloqueios de contas bancárias.


8:50 – Comércio eletrônico fatura mais de R$ 1,5 milhão nas primeiras horas da Black Friday

Segundo o primeiro boletim da Loja Integrada, plataforma para criação de canais de vendas virtuais, a Black Friday 2020 já faturou mais de R$1.531.073 nas primeiras 7 horas de ofertas. O estudo aponta que os pequenos e médios lojistas virtuais já venderam quase seis mil produtos durante a madrugada, sendo que o ticket médio das compras é R$ 275, 12,2% acima do ano passado. Os estados que mais venderam até o momento são: São Paulo (44%), Rio de Janeiro (11%) e Minas Gerais (10%).


8:40 – Conheça seis ferramentas com histórico de preços

Com os impactos provocados pela Covid-19 no comércio e o fechamento nas lojas nos meses mais críticos da pandemia e a baixa nos estoques e na cadeia de produção, especialistas alertam que a Black Friday 2020 terá descontos menores, com tendência é de poucas promoções, efetivamente, vantajosas.  Por isso, conheça seis plataformas de comparação de preços para te ajudar a analisar o histórico dos produtos, conquistar cupons e maiores descontos na data e evitar prejuízos e compras que não vão trazer vantagens. Confira AQUI.


8:35 – JáCotei: Smartphones apresentam descontos de até 73%

Considerado um dos produtos mais procurados da Black Friday 2020, os smartphones aparecem com variações de descontos de até 73%, segundo sinalização do site JáCotei, que acompanha a variação de produtos ao longo do ano. Entre as opções com as melhores ofertas estão: Asus Zenfone Max Shot (73%), Samsung Galaxy S10 (55%), Xiaomi Redmi Note 9 (51%), Morotola One Hyper (38%) e LG K22+ (29%).


8:26 – Tênis são produtos mais reclamados, segundo site Reclame Aqui

Entre os produtos com maiores registros de reclamações, os tênis lideram ranking do site Reclame Aqui representando 4,24% das queixas registradas até o momento. Celulares e cartões de crédito aparecem em segundo e terceiro lugar, sendo responsáveis por 3,97% e 3,83% dos registros.


8:15 – Americanas, KaBuM! e Magazine Luiza lideram lista de reclamações

As lojas Americanas, KaBuM! e Magazine Luiza lideram, respectivamente, as três primeiras posições da lista de empresas com mais reclamações na Black Friday 2020. Segundo o primeiro estudo divulgado pelo site Reclame Aqui, que considera registros feitos das 12h de quarta-feira, 25, até 8h desta sexta-feira, as empresas somam, até o momento, 256, 168 e 145 reclamações dos consumidores, sendo que as Americanas também aparece em nono lugar como “Americanas – Loja Online” com outras 101 reclamações. De acordo com a relação, que será atualizada ao longo do dia, Submarino Martketplace e Ame Digital aparecem em 4º e 5º lugar, respectivamente, completando a lista das cinco empresas com mais relatos negativos. Em nota, a Submarino e Americanas afirmaram que fortaleceram as operações para a Black Friday e seguem comprometidas “com o objetivo de oferecer a melhor experiência da internet brasileira, independentemente do forte crescimento do volume de vendas”. O documento, que tem a mesma redação por parte das duas marcas, afirma ainda que elas estão “atuando para solucionar rapidamente todas as questões”. As empresas ressaltaram também que o número de reclamações “é muito baixo em relação ao total de pedidos recebidos durante o evento”. A Ame Digital, por sua vez, afirmou que “reforçou sua operação para a Black Friday” e está comprometida em “solucionar qualquer questão que possa interferir na experiência positiva dos clientes dentro da plataforma”. A empresa também disse que a queda de servidores no dia 25 de novembro afetou plataformas do mundo inteiro, causando instabilidades em alguns serviços do aplicativo que já foram solucionadas.


8:10 – Como não se arrepender das compras

O colunista da Jovem Pan Samy Dana dá dicas para evitar arrependimento. Segundo ele, é preciso ficar de olho nas fraudes. O Procon do Rio de Janeiro divulgou lista de 200 sites e lojas virtuais que os consumidores devem evitar se não quiserem ser vítimas de golpe. A segunda dica é: olho no preço. É oferta? Como saber? Alguns serviços, como o Zoom e Jácotei, permitem dar uma olhada no histórico de preços do produto ou do serviço para saber se está valendo mesmo a pena. Confira todas as dicas do especialista AQUI.


8:05 – ‘Black Fraude’: Clientes apontam aumento de preços e ofertas enganosas

Com a antecipação de ofertas da Black Friday por redes varejistas, clientes apontam promoções enganosas e casos de “black fraude” no comércio. O assunto se tornou um dos mais comentados do país desde a quinta-feira, quando os consumidores passaram a compartilhar os primeiros registros de propaganda enganosa. Para evitar possíveis golpes financeiros, especialistas são dicas de como se proteger durante as compras. Entre as principais recomendações estão: conheça os sites antes de efetuar compras online; desconfie de descontos muito expressivos; proteja seus dados pessoais e bancários e evite compras por boleto.


8:00 – Primeiras redes varejistas iniciam abertura de lojas

As grandes redes varejistas iniciam a abertura das lojas físicas para a Black Friday 2020. Diferente dos anos anteriores em que longas filas, correria e muitas aglomerações marcavam o inicio das vendas no varejo físico, neste ano, as empresas devem garantir o cumprimento das exigências sanitárias para o combate à Covid-19. Controle de entrada, uso de álcool gel e medição de temperatura estão entre as recomendações que devem ser seguidas ao longo de todo o dia.