Brumadinho: ‘A possibilidade de encontrar pessoas com vida é muito pequena’, diz tenente dos bombeiros

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2019 20h03
EFEBombeiros acreditam que as chances de encontrar vítimas com vida em Brumadinho (MG) são pequenas

O Tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, admitiu que as chances de resgatar pessoas com vida na tragédia de Brumadinho são pequenas. “Estamos em uma nova fase da operação e a possibilidade de encontrar pessoas com vida é muito pequena”, afirmou em entrevista coletiva nesta terça-feira (29).

O último balanço divulgado pela Defesa Civil, no início da noite desta terça, contabilizava 84 mortos e 276 desaparecidos. Os bombeiros resgataram três corpos do ônibus de funcionários da Vale encontrado neste domingo (27). “Apenas três pessoas estavam no interior do ônibus”, confirmou o Tenente.

O porta-voz dos bombeiros também confirmou que a equipe encontrou a região do refeitório da Vale, onde deve se concentrar grande parte das vítimas da tragédia. “Nas proximidades do refeitório foram encontradas duas vítimas. Amanhã vamos encontrar mais vítimas nesses locais”, disse Aihara. Perto dos corpos, foram achados botijões de gás e utensílios de cozinha.

Problemas

O Tenente ainda lamentou o fato de notícias falsas estarem se espalhando e atrapalhando os trabalhos das equipes de buscas. “O trabalho está sendo muito dificultado pelas notícias falsas”, afirmou. Ele reforçou que pessoas que tiveram contato com a lama não precisam tomar vacinas nem medicamentos a menos que apresentem sintomas de doenças.

Os trabalhos dos bombeiros também foram interrompidos por um grupo de voluntários que entrou na chamada “área quente” sem autorização. Eles foram atacados por um enxame de marimbondos e tiveram de ser resgatados. O Tenente ressaltou que as equipes estão recebendo a ajuda de voluntários, mas não para entrar nas áreas de buscas. “Não colocamos na área quente para preservar a vida dessas pessoas”, explicou.

Ainda na região da área de buscas, um homem ateou fogo na própria casa. Segundo o Tenente Aihara, ele apresentava problemas psicológicos e incendiou a própria casa após uma briga com a companheira.

A partir desta quarta-feira (30), as equipes de buscas serão reforçadas por 80 bombeiros de São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina. Além dos soldados, os estados ainda fornecerão quatro aeronaves e cães de busca.