Em pronunciamento, Dilma volta a falar em momento de “travessia” e a defender a democracia

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2015 12h47
Dilma rousseff

Assim como no dia 1º de Maio, a presidente Dilma Rousseff optou neste 07 de Setembro a fazer um pronunciamento exclusivamente pela internet. ElaA presidente afirma que a data é o momento certo para refletir e falar sobre a preocupação de todos quanto ao presente e ao futuro e destaca que a união é necessária para superar a crise. “Devemos estar acima das diferenças menores, colocando em segundo plano os interesses individuais e partidários”, diz.

Dilma Rousseff admite que o Brasil passa por dificuldades e também diz saber que é de sua responsabilidade apresentar caminhos e soluções “para fazer a travessia que deve ser feita”. “As dificuldades e os desafios resultam de um longo período que o Governo entendeu que deveria gastar o que fosse preciso para garantir emprego e renda do trabalhador, a continuidade dos investimentos e os programas sociais. Agora temos de reavaliar todas estas medidas”, explica.

A fala de Dilma vem após a apresentação do Orçamento apara 2016, que prevê déficit de cerca de R$ 30,5 bilhões, dos quais a presidente afirmou que foi cortado tudo o que se poderia cortar.

Ainda no vídeo divulgado nesta segunda-feira (07), Dilma destaca os momentos de crise mundial e que se refletem no Brasil, entre as crises, a econômica, “que vem lá de fora”. A presidente reforça que a crise atingiu países emergentes, que tiveram seu crescimento reduzido, “parceiros do Brasil”.

Em relação à crise de refugiados, destaque no noticiário nas últimas semanas, reiterou que mesmo em momentos de crise como o que o país passa, “teremos braços abertos para acolher os refugiados”. Ela ainda relembra a imagem do menino sírio Aylan Kurdi, afogado na beira da praia após um naufrágio enquanto tentava chegar à Europa junto à sua família.

Dilma ressalta a todo momento a crise que assola o país: “as dificuldades, insisto, são nossas e são superáveis”. Ela diz ainda que iremos fazer a travessia e que “se cometermos erros, vamos superá-los e seguir em frente”. Segundo ela, “alguns remédios para esta situação são amargos, mas são indispensáveis”. Em sua fala, ela destaca o objetivo de conduzir o Brasil, “o mais breve possível” à retomada do crescimento.

“Podemos e queremos ser o exemplo para o mundo. Exemplo de crescimento econômico e valorização das pessoas. O esforço de todos nós é que vai nos levar a superar o momento”.

Ao final Dilma exalta o 07 de setembro como um momento de encontro do Brasil consigo mesmo. “Uma celebração e um tributo que prestamos aos heróis que lutaram por um Brasil forte, livre e independente. É neste dia que devemos pensar qual país queremos para nós”. (…) É neste dia que reafirmamos aquilo que uma nação ou povo tem de melhor, a capacidade de lutar e de conviver com a diversidade”, finaliza.

Confira abaixo o pronunciamento da presidente: