Fachin autoriza inclusão de Temer em inquérito que investiga Padilha e Moreira Franco

  • Por Jovem Pan
  • 02/03/2018 15h45 - Atualizado em 02/03/2018 15h54
EFE/Joédson AlvesA investigação é baseada na delação dos executivos da Odebrecht sobre o pagamento de propina para a Secretaria de Aviação Civil,

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin autorizou nesta sexta-feira (2), a pedido da Procuradoria-Geral da República, a inclusão do presidente Michel Temer em inquérito que investiga os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral), no âmbito da Operação Lava Jato.

A investigação é baseada na delação dos executivos da Odebrecht sobre o pagamento de propina para a Secretaria de Aviação Civil, que teve Padilha e Franco a frente da pasta entre os anos de 2013 e 2015.

Além disso, Fachin concedeu mais 60 dias para a Polícia Federal concluir as investigações sobre o caso. Se solicitado, o prazo ainda pode ser estendido.