General Joaquim Brandão é avaliado por Bolsonaro para Infraestrutura

  • Por Jovem Pan
  • 26/11/2018 16h07
ExércitoCotado para ministério, general assessora Gabinete de Segurança Institucional da Presidência

Com a desistência do general Oswaldo Ferreira em assumir o futuro Ministério da Infraestrutura, o presidente eleito Jair Bolsonaro quer outro militar no cargo. Um dos nomes cotados é Joaquim Maia Brandão Júnior, general que antes de passar à reserva atuou por cinco anos no Departamento de Engenharia e Comunicações (DEC) do Exército.

Brandão não está sozinho na disputa pela vaga – há outras duas indicações, uma delas atuante na política. O desenho da nova pasta prevê a incorporação do Ministério das Comunicações que, a princípio, poderia ser fundida com a área de Marcos Pontes, indicado para Ciência e Tecnologia. Ainda não há previsão para a definição.

A “cotação” do general foi anunciada pelo vice-presidente eleito, Hamilton Mourão. “Ele tem grande experiência na área”, comentou, ao lembrar que o colega de farda ficou à frente do DEC entre 2001 e 2015. Atualmente, Brandão é assessor especial do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen.

*Com informações do Estadão Conteúdo