Moro sobre 50 mil mortes por Covid-19: ‘Lembro que já tivemos ministro da Saúde’

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2020 19h34
Gabriela Biló/Estadão ConteúdoO agora ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública do Brasil, Sergio Moro

Após o Brasil atingir a marca de 50 mil mortes por Covid-19, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro afirmou que o País “já teve ministro da Saúde”. A declaração foi feita pelo ex-juiz no Twitter, ao compartilhar publicação do ex-chefe da pasta Luiz Henrique Mandetta, que, por sua vez, declarou que “não queria atingir tal marca” e que “governos passam”. “50.000 vidas perdidas. Meu respeito às vítimas. Meu ex-paciente chamado Brasil, rezo por você! Queria tanto não atingir esta marca. Vamos lutar! Foco. Disciplina. Ciência. SUS! Fiquemos unidos. Governos passam. Oremos!”, escreveu Mandetta, ao que Moro acrescentou: “mais de 50.000 vítimas pelo novo coronavírus. Muito triste. Cuidem-se. Lembro que já tivemos Ministro da Saúde”.

A marca de 50 mil mortes por Covid-19 no Brasil foi foi confirmada pelo Ministério da Saúde neste domingo, 21, pouco mais de três meses após o registro do primeiro óbito pela doença no País. Mandetta deixou o Ministério da Saúde no dia 16 de abril, dispensado pelo presidente Jair Bolsonaro. Logo depois, Moro pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O sucessor de Mandetta foi o médico Nelson Teich, que ficou somente 28 dias no cargo. Assim como seu antecessor, deixou o governo após divergências com Bolsonaro sobre a melhor estratégia de combate à pandemia do novo coronavírus. Desde a saída de Teich, quem comanda a pasta interinamente é o general Eduardo Pazuello, que atendeu o desejo do presidente e publicou um protocolo liberando o uso da cloroquina para todos os pacientes de Covid-19.

*Com informações do Estadão Conteúdo